O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

A Revolução do Software Livre

Posted by Paulo em 19/11/2009

Apesar desse livro ter sido lançado há quase dois meses, não postei nada sobre ele porque queria lê-lo e depois emitir uma opinião mais sólida a respeito. Livros sobre software livre costumam ser um tanto quanto repeptitivos pois, basicamente, falam das liberdades básicas, da questão dos direitos autorais, das distribuições do GNU/Linux, dos malefícios do software proprietário, das questões de segurança, etc.

No geral, esse livro não foge à regra mas, ainda assim, é inovador na medida que coloca várias abordagens diferentes para o mesmo tema num único livro. Há abordagens para todos os gostos: Filosófica/ideológica, desenvolvimento colaborativo, jurídica, de negócios, técnica, acadêmica, etc.

O livro foi publicado pela Comunidade Sol Software Livre e é composto por artigos de autores renomados e conhecidos no mundo open source brasileiro:

  • Alexandre Oliva da Fundação do Software Livre da América Latina – FSFLA;
  • Cézar Taurion – Gerente de Novas Tecnologias Aplicadas da IBM Brasil;
  • Cristiano Anderson – Colaborador do Projeto GNU e palestrante;
  • Jansen Sena – Analista de sistemas;
  • Marcelo Ferreira – Professor e analista de sistemas do TCE-AM;
  • Paulino Michelazzo – Empresário;
  • Pedro Mizukami – Advogado e pesquisador da Fundação Getúlio Vargas;
  • Pedro Rezende – Matemático, professor da UnB e ex-funcionário da Apple Computers nos EUA.
  • Rubens Queiroz – Responsável pelo site Dicas-l e engenheiro no departamento de computação da Unicamp;

A introdução foi feita por John “Maddog” Hall, presidente da Linux International e a organização do livro foi feita por Tiago Melo da Comunidade Sol.

Abaixo, uma descrição resumida dos assuntos abordados por capítulo:

  • Capítulo 1 – Entendendo o Software Livre, de Marcelo Ferreira – nos dá uma ampla visão da história do software e da influência do software livre no mundo de hoje, e esclarece que a maioria dos softwares que utilizamos no dia a dia são, na verdade, livres, ao contrário do que muitos pensam.
  • Capítulo 2 – Liberdades, Exclusão e Licenciamento de Software e Outras Obras Culturais, de Alexandre Oliva – Esclarece como o conceito de direito autoral é uma distorção e como é prejudicial à sociedade. Entre suas argumentações, Oliva nosbrinda com uma história de um país fictício onde houve uma luta entre os padeiros e as máquinas de fazer pão automáticas. Muito criativo.
  • Capítulo 3 – Creative Commons, Software Livre e Cultura Livre de Pedro Mizukami – Faz uma descrição, sob a ótica jurídica, das diverças licenças de software e de publicações culturais, em especial a GPL e as modalidades da Creative Commons, estabelecendo as compatibilidades e as incompatibilidades entre elas.
  • Capítulo 4 – Software Livre e Inovação, de Rubens Queiroz – Demonstra, através do projeto Rau-Tu da Unicamp, como é infundada a afirmação de que o Software Livre inibe a inovação, como querem fazer crer os fabricantes de software proprietário.
  • Capítulo 5 – Reflexões sobre Algumas Respostas Psicológicas a Forças de Mercado, de Pedro Rezende – Reflete sobre a falta de moralidade e ética que envolve o software proprietário, com argumentos sólidos e culminado no que ele chamade Síndrome de Estocolmo Digital. Altamente recomendável a leitura.
  • Capítulo 6 – Crescimento Econômico com Software Livre – Uma visão para a Micro e Pequena Empresa, de Paulino Michelazzo – Paulino demonstra, com uma liguagem simples, como as micro e pequenas  empresas podem tirar proveito das vantagens dos softwares livres, melhorando a produtividade e a competitividade, sem cair no vício da pirataria.
  • Capítulo 7 – Modelos de Negócio em Software Livre: Quem Disse que não se Ganha Dinheiro com Software Livre?, de César Taurion – Descreve como grandes empresas, como IBM, HP e Sun Microsystems mudaram o conceito estabelecido de software como produto para software como serviço e criaram ecossistemas econômicos sustentáveis a partir da liberação de uso e do apoio da comunidade.
  • Capítulo 8 – Desenvolvimento Colaborativo, de Cristiano Anderson – Descreve como funciona o desenvolvimento colaborativo, como é organizado, como os projetos são geridos e como eles geram riqueza a partir de voluntariado.
  • Capítulo 9 – O Lado Técnico da Liberdade: Soluções, Mitos, Desafios e Alternativas, de Jansen Sena – Mostra a evolução dos softwares livres pós projeto GNU, a epopéia do GNU/Linux a partir dos disquetes e do prompt em modo texto, até os ambientes gráficos e a automatização atuais. Também mostra como o software livre está entranhado na vida dos mortais de maneira insuspeita.
  • Capítulo 10 – GNU/Linux e Seus Diversos Sabores, de Tiago Melo – Oferece uma descrição das distribuições GNU/Linux atuais, descrevendo sua história, seus objetivos e situação atual, dando subsídios para que cada um escolha a distribuição que mais se enquadrar às suas espectativas. Ótimo para iniciantes.

 

Resumindo: um ótimo livro, de leitura recomendável a todos que tenham interesse pelo assunto, independente da vertente, já que os artigos que não forem do interesse específico podem ser deixados em segundo plano.

Meus parabéns à Comunidade Sol.

 

2 Respostas to “A Revolução do Software Livre”

  1. Muito bom seu texto a respeito do livro! Obrigado por tê-lo lido e por ter compartilhado seus comentários.

    Saudações livres!

    Jansen Sena

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: