O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

A Novela da Microsoft com OOXML Continua

Publicado por Paulo em 08/04/2010

artigo original em: http://under-linux.org/content/novela-da-microsoft-com-ooxml-continua-591/?nocache=1

Por saryshagan, publicado em 07-04-2010

Essa novela parece que nunca acaba. Atualmente a Microsoft vem sofrendo fortes críticas por seu papel no processo de normalização para seu padrão OOXML (Office Open XML), junto a ISO (International Organisation for Standardisation). No segundo aniversário da adoção do OOXML como padrão pela ISO, Alex Brown, anfitrião da Ballot Resolution Meeting do OOXML na ISO, afirmou que a Microsoft não está respeitando os compromissos em transformar o OOXML em um padrão ISO aberto. Ele resume toda a situação com a seguinte frase: “Me parece que sem uma mudança na atual direção, é garantido que todo o projeto OOXML rume ao fracasso”.

Para quem não lembra, o processo de aceitação do OOXML como padrão na ISO foi um verdadeiro fiasco, cheio de irregularidades, com 36 países e organismos de normalização impondo uma extensiva lista de requerimentos para modificações no padrão apresentado pela Microsoft. Na época, a variante OOXML que a empresa de Redmond enviou para certificação na ISO, foi inicialmente rejeitada em Geneva. Posteriormente essa variação do OOXML foi finalmente aceita como uma especificação puramente transicional, contra um padrão ISO ‘strict‘ (estrito), o qual não foi posto em prática naquela época. Naquele tempo, Chris Capossela, Vice-presidente Sênior do Microsoft Office afirmou que “Ouvimos a comunidade global e aprendemos muito com isso”. Isso foi sério? Foi uma piada? Ou simplesmente uma provocação fora de hora?

Só que agora Brown já criticou o fato de que a Microsoft continua a errar na implementação da variante ISO de seu formato de documento, na atual versão Beta do Office 2010. O ex-negociador-chefe descreve a Microsoft se comportando como se seu formato de arquivo não fosse um padrão aberto, e como se o processo de normalização nunca tivesse acontecido. No seu mais recente software de escritório lançado, a empresa continua a implementar tecnologias como VML (Vector Markup Language), a qual o próprio texto da ISO descreve como ‘deprecated‘ (depreciado/desatualizado), e que a Microsoft parece estar se esforçando em embutir apenas por questões de código legado. Brown também nota que os programas de testes mais simples já mostram que o “padrão” utilizado no pacote Office 2010, está fora das normas da ISO.

Ainda de acordo com Brown, está fora de questão falar sobre healthly maintenance (manutenção saudável) do padrão da Microsoft para a ECMA (European Computer Manufacturers Association) – o texto da especificação ainda contém muitos defeitos. Brown observa que a Microsoft possui muitos especialistas talentosos que estão claramente comprometidos com os padrões abertos, mas diz que algo deve estar fundamentalmente errado no cerne da empresa, e lembra a todos de uma “profecia” feita pelo veterano em XML Tim Bray. Bray fez sua “profecia” logo após o padrão OOXML ter sido aceito pela ISO. Ele previu que a Microsoft iria usar o processo de padronização da ISO como uma ferramenta de PR (PR tool), mas não iria dar mais nenhum passo na implementação de seu novo padrão. Andy Updegrove, um especialista em padrões, também teme que o “drama” da padronização do OOXML possa acabar em uma verdadeira “farsa”.
Uma Retrospectiva

Na época em que a Microsoft tinha acabado de conseguir a aprovação de seu padrão OOXML, quatro países entraram com um pedido formal de apelação na ISO contra a aprovação do OOXML. Eles são: África do Sul, Brasil, Índia e Venezuela. A própria ABNT, em meados de junho de 2008 havia solicitado a ISO o cancelamento de todo o processo de elaboração da ISO/IEC DIS 29500 e seu retorno como um novo item de trabalho (NWIP) seguindo o processo normal de elaboração (sem Fast-Track) no âmbito do ISO/IEC/JTC1/SC34. Isso significa que o órgão brasileiro está solicitando o cancelamento da aprovação do formato de documentos digitais OOXML da Microsoft como padrão ISO/IEC. porém, nenhuma dessas ações surtiu qualquer efeito contra a Microsoft, que teve seu padrão aceito, mesmo com todos os erros graves encontrados no processo de homologação da própria ISO.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 439 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: