O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Linux desbanca Windows no mercado de datacenters

Posted by Paulo em 19/10/2010

Voltando àquele suposto número mágico de 1%, uma recente pesquisa da Linux Foundation aponta que o Linux está roubando uma fatia considerável do Windows no datacenters.

Para quem não sabe, datacenters são centros de serviços de TI, onde empresas podem contratar serviços como hospedagem de sítios, bancos de dados, virtualização e computação em nuvem, entre outros serviços.

Artigo original em http://www.itweb.com.br/noticias/index.asp?cod=72718

Linux desbanca Windows no mercado de data centers
por Charles Babcock | InformationWeek EUA
19/10/2010
Novo levantamento sugere que, pelo menos em relação a seus usuários, a marca ganha lugar dos produtos fornecidos pela Microsoft

Pesquisa da Fundação Linux mostrou que o sistema operacional opensource está tomando lugar do Windows no mercado de data centers. Os dados foram divulgados nesta semana.

Conforme o material, a presença dos sistemas operacionais crescia harmonicamente – juntos, ambos eram aqueles que apresentam maior avanço no fornecimento – nestes casos, às custas do Unix. Porém, o novo levantamento sugeriu que, pelo menos em relação a seus usuários, a marca ganha lugar dos produtos fornecidos pela Microsoft.

Quando a popularidade da plataforma começou a ser monitorada , na última década, muito do avanço foi atribuído à migração do antigo Solaris, da Sun Microsystems, IBM, AIX, HP-UX  e outros Unixes. Na pesquisa recente, “a troca a partir do Windows está superando aquelas do Unix”, explicou o relatório, apontando que 37% vêm da multinacional de Bill Gates e 31% da outra opção.“Treinar o staff (em Linux) prova ter melhor custo benefício do que a compra de licenças”, apontou um entrevistado. Outro adicionou: “nossa estratégia foi com base no Linux por muitos anos e a recessão não mudou isso.”

O levantamento diz ainda que 76% das companhias planejavam adicionar mais servidores Linux nos próximos 12 meses, comparados aos 41% que devem adquirir Windows. Em um intervalo de cinco anos, o movimento mudou, com fatias de 79,4% e 21%, respectivamente. Ainda, 14% informaram a intenção de manter o número existente de servidores Windows ou diminuí-lo nos próximo ano.

Os comentários foram levantados com 387 grandes companhias e agências governamentais, com no mínimo US$ 500 milhões em receita ou 500 empregados.

Recentemente a Microsoft lançou uma campanha de FUD contra o OpenOffice, hoje LibreOffice, sugerindo, entre outras coisas, que as pessoas já conheciam o software e, por isso, os custos de treinamento seriam, supostamente, menores. Parece que estão enganados, ou querendo enganar alguém…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: