O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Archive for the ‘Mozilla Firefox’ Category

Rastros que deixamos na Internet

Posted by Paulo em 15/11/2012

Recebi de Faconti

Original em http://www.behance.net/gallery/The-Tracks-you-Leave-on-the-Internet-(Infographic)/5908951

Rastros que deixamos na Internet

Rastros que deixamos na Internet

Posted in Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Firefox, Firefox, Google Android, Google Chrome OS, Legislação, Mozilla Firefox, Netscape, Software, Software Livre | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

Flisol Curitiba – 2012

Posted by Paulo em 09/04/2012

FLISOL – Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre é um evento cujo propósito é promover o uso de software livre e a integração de comunidades de usuários de software livre em todos os países da América Latina. O evento acontece desde 2005 e seu e principal objetivo é promover o uso de software livre, apresentando sua filosofia, seu alcance, avanços e desenvolvimento ao público em geral.

Para executá-lo, serão realizados, simultaneamente, eventos em cidades diferentes em que especialistas irão instalar, de maneira gratuita e totalmente legal, software livre nos computadores das pessoas interessadas que comparecerem.

O evento, também conhecido como “Install Fest”, consiste em um grande encontro de pessoas com conhecimento em software livre e outras que querem conhecer mais sobre o assunto. Os visitantes deverão levar seus computadores ou notebooks para que voluntários ajudem a instalar o sistema operacional. Durante o período das instalações, são promovidas palestras de introdução (algumas filosóficas, outras técnicas), palestras sobre softwares específicos, palestras de grupos de usuários existentes, etc.

Dentre os softwares que serão instalados, estão distribuições de GNU/Linux e BSD, assim como programas livres para outras plataformas, como Microsoft Windows e MacOS.

O site oficial do evento é: http://www.installfest.info

Para mais informações sobre o FLISOL em Curitiba: http://softwarelivre.org/flisol2012-curitiba/apresentacao

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Kubuntu, LibreOffice, Linux Mint, Mandriva, Mozilla Firefox, ODF, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Qual o problema com as estatísticas do Linux?

Posted by Paulo em 19/10/2011

Recebi de @faconti um link para um post sobre as estatísticas do Windows 7, informando que em Outubro de 2011, este tornou-se “o Sistema Operacional mais utilizado no mundo.”

Dizem que a matemática é uma ciência exata, e que a estatística é a matemática do que não pode ser exato. Em outras palavras, se com a matemática os resultados são sempre contundentes, na estatística, eles podem ter a aparência que o freguês quiser. Pode até ser verdade que o Windows 7 tenha se tornado o S.O. mais utilizado no mundo mas, por trás dos gráficos coloridos e chamativos do post, há vários problemas que apenas uma pessoa que tenha algum conhecimento de estatística pode perceber. Vamos dar uma passada de olhos sobre eles:

Continue lendo »

Posted in Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, Hardware, iniciante em Linux, instalação do Ubuntu, Microsoft, Mozilla Firefox, Netbooks, Smartbooks, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Projeto Cauã V0.5

Posted by Paulo em 25/09/2011

Fonte: Coluna do Maddog, Linux Magazine Brasil Edição 82, Setembro 2011, Página 28.

Colaboração: John Maddog Hall

Data de Publicação: 23 de setembro de 2011

O que você faria se tivesse uma ideia capaz de criar quatro milhões de novos empregos de tecnologia, reduzir a quantidade de energia utilizada pelos computadores, fazer os sistemas mais fáceis de serem usados, reduzir a quantidade de lixo despejada no ambiente, oferecer redes sem fio gratuitamente para as pessoas e criar um enorme supercomputador para universidades e negócios, de graça ou quase de graça, para projetos que precisam de uma grande quantidade de processamento de CPU, fazendo tudo isso com dinheiro do setor privado de uma forma que seja autossustentável?

Em tempos de grande desemprego e tensões governamentais, você manteria essa ideia para si mesmo no desejo de ganhar dinheiro, ou a divulgaria publicamente de qualquer maneira?

Continue lendo »

Posted in Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Hardware, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Kubuntu, Kurumin, Legislação, Linux Acessível, Livros e Treinamentos, Mandriva, Mozilla Firefox, OpenSUSE, pasl.net.br, Política, Puppy Linux, Red Hat, Satux, Scientific Linux, SK1, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Comissão aprova prioridade para software livre na administração pública

Posted by Paulo em 12/03/2011

Artigo original disponível em: http://acordocoletivo.org/2011/03/11/comissao-aprova-prioridade-para-software-livre-na-administracao-publica/

Comissão aprova prioridade para software livre na administração pública

A intenção do projeto é economizar no pagamento de licenças de programas de computador. Segundo Erundina, o governo gasta cerca de 2 bilhões de dólares por ano com essas licenças.
Arquivo – J. Batista
Luiza Erundina: um dos objetivos é diminuir o gasto público com programas de computador.

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou hoje proposta que garante preferência para softwares livres na contratação de bens e serviços de informática pela União, pelos estados, pelo Distrito Federal e pelos municípios. A medida consta de substitutivo da deputada Luiza Erundina (PSB-SP) ao Projeto de Lei 2269/99, do deputado Walter Pinheiro (PT-BA), e outros seis apensados
Tramitação em conjunto. Quando uma proposta apresentada é semelhante a outra que já está tramitando, a Mesa da Câmara determina que a mais recente seja apensada à mais antiga. Se um dos projetos já tiver sido aprovado pelo Senado, este encabeça a lista, tendo prioridade. O relator dá um parecer único, mas precisa se pronunciar sobre todos. Quando aprova mais de um projeto apensado, o relator faz um texto substitutivo ao projeto original. O relator pode também recomendar a aprovação de um projeto apensado e a rejeição dos demais..

Pelo texto, software livre é aquele que garante a qualquer usuário, sem custos adicionais: a execução do programa para qualquer fim; a redistribuição de cópias; o estudo de seu funcionamento, permitindo a sua adaptação às necessidades do usuário, seu melhoramento e a publicação dessas melhorias; e o acesso ao código fonte.

Para a relatora, a adoção de software livre possui três objetivos: aumentar a competitividade da indústria nacional de software, oferecer condições de capacitação para trabalhadores do setor e diminuir o gasto público com o licenciamento de programas de computador. “Estima-se que o Estado, em todos os seus níveis, gaste cerca de 2 bilhões de dólares por ano com pagamento de aluguel de licenças de programas-proprietários”, afirma Erundina.

Continue lendo »

Posted in Apendendo Linux, Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, Legislação, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, Mozilla Firefox, OASIS, ODF, OpenOffice.org, OpenSUSE, Política, Revista BrOffice.org, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu - Guia do Iniciante, Ubuntu Linux, Unicamp Rau-tu | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comments »

A Revolução não será Licenciada

Posted by Paulo em 08/03/2011

Artigo original em inglês disponível em http://torrentfreak.com/the-revolution-will-not-be-properly-licensed-110304/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+Torrentfreak+(Torrentfreak)

The Pirate Bay logo

Image via Wikipedia

Está em todo lugar. Grandes empresas tentando obter o controle de nossas ferramentas de comunicação, alegando preocupações com com direitos autorais. Com frequência, elas têm a ajuda de políticos pouco amigáveis, que aspiram pelo mesmo tipo de controle, alegando preocupações com o terrorismo ou alguma outra palavra MaCarthista da moda, que evoque o medo. Deveríamos observar isso pela perspectiva das revoltas que ocorrem, neste momento, no mundo árabe.

Temos, hoje, a SonyBMG obtendo controle a nível de administrador de milhões de computadores de seus clientes para evitar a simples cópia de música. Autoridades européias obrigando facilidades de escuta telefônica em todos os equipamentos de telecomunicações. Fabricantes de veículos instalando chaves de destruição remota. A Microsoft incorporando o mesmo tipo de chaves de destruição em seus softwares, assim como a Apple e a Google fazendo o mesmo em nossos telefones. A Intel incorporando as mesmas chaves de destruição nos processadores. A Amazon apagando livros de nossas bibliotecas virtuais.

Continue lendo »

Posted in Aplicativos, Apple, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, Go-OO, Google Android, Google Chrome OS, Hardware, História, iniciante em Linux, Intel Moblin, Jolicloud, Legislação, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Modem 3G, Mozilla Firefox, Netbooks, OASIS, ODF, OpenSUSE, pasl.net.br, Revista BrOffice.org, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu Linux, Uncategorized, Wikileaks | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment »

Ensine seus amigos a encontrar informações

Posted by Paulo em 23/02/2011

Hoje, um amigo me chamou no Gtalk, injuriado porque um colega de trabalho dele o estava pedindo para ensinar como instalar uma impressora no Linux. O referido colega, inclusive, já havia feito um curso de Linux, mas aparentemente se encontrava em sua “zona de conforto”.

Afinal, o importante não é saber como fazer, mas ter os contatos de quem sabe fazer, não é mesmo?

Por fim, depois de tanto insistir, ele conseguiu a resposta que queria do meu amigo:

http://lmgtfy.com/?q=compartilhar+impressora+no+linux

Eu não conhecia a página “Let me Google that for you” ou, em português, “Deixe-me usar o Google para você”, mas achei h-i-l-á-r-i-a. Vai ter muita utilidade para mim.

Se quiser experimentar, basta você entrar na página principal:

http://lmgtfy.com/

Digitar a chave de busca e clicar em “Pesquisa Google”. O site cria um pequeno video, cujo link fica disponível no campo “Compartilhe o link abaixo”, mostrando o que você fez, e caindo direto na página com as respostas do Google.

Agora você pode enviar o link com todas as respostas possíveis para a dúvida de seu amigo.

Ideal para pessoas com uma certa tendência à ironia e ao sarcasmo, como eu. =D

 

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, Firefox, Go-OO, Humor, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, Jolicloud, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Livros e Treinamentos, Mandriva, MeeGo, Mozilla Firefox, Netscape, OpenSUSE, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Bing é pego copiando resultados de busca do Google

Posted by Paulo em 01/02/2011

Essa é a inovação que a Microsoft sempre fez!!!

Do original em inglês disponível em:

http://downloadsquad.switched.com/2011/02/01/bing-caught-copying-search-results-from-google/

por Sebastian Anthony em 1 de Fevereiro de 2011


Em uma caso de espionagem na Internet que faz com que as antigas operações com espiões duplos da Guerra Fria pareçam brincadeira de criança, o Bing foi surpreendido roubando resultados de busca do Google com a barra de pesquisa do Bing e com a funcionalidade de Sites Sugeridos do IE8.

O Google começou a suspeitar do jogo sujo em Maio de 2010. Em Outubro de 2010, com os resultados do Bing tomando uma aparência parecida demais com os resultados do Google, eles decidiram que alguma coisa tinha de ser feita a respeito — e então, na verdade, no melhor estilo nerd, o Google montou uma armadilha para provar que a Microsoft estava, realmente, por trás de toda a “semelhança” de resultados entre as duas ferramentas.

O Google injetou resultados “sintéticos” na sua ferramenta de busca — filas falsas e resultados que nenhum usuário ou ferramenta de busca real poderiam gerar. Então, no dia “D”, 17 de Dezembro, cerca de 20 engenheiros do Google foram solicitados a rodar as filas de teste com o Internet Explorer 8, a barra de pesquisa do Bing e com os Sites Sugeridos. Em 31 de Dezembro, alguns desses resultados falsos começaram a aparecer no Bing. Veja abaixo os exemplos depois da armadilha ter sido disparada — é deprimente.

Para ver uma discussão completa das artimanhas do Bing, e quais consequências a Microsoft pode ter de enfrentar, leia o artigo original A Terra das Ferramentas de Busca (em inglês).

Um dos resultados “falsos” do Google

Poucos dias depois, o mesmo resultado no Bing
[Imagens copiadas sem a menor cerimônia do A Terra das Ferramentas de Busca]

Posted in Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, Legislação, Microsoft, Mozilla Firefox, Netscape, Software, Software Livre | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Teste sua conexão e ao mesmo tempo ajude a melhorar toda a Internet

Posted by Paulo em 30/12/2010

Artigo original disponível em http://www.dicas-l.com.br/dicas-l/20101230.php

Teste sua conexão e ao mesmo tempo ajude a melhorar toda a Internet

Colaboração: Antonio Marcos Moreiras

Data de Publicação: 30 de dezembro de 2010

Um acordo entre o NIC.br e a revista INFO permitiu o surgimento de uma ferramenta poderosa, para a medição da qualidade da Internet no Brasil, que pode ser encontrada no seguinte endereço:

http://info.abril.com.br/banda-larga/

OK, você me diz, há várias destas por aí… Algumas até mais bonitas e rápidas, e que não ficam pedindo tantas informações antes de rodar o teste.

Acontece que o NIC.br é o braço executivo do Comitê Gestor da Internet (CGI.br), responsável, em última instância, pela governança da Internet no Brasil. Os dados da ferramenta dão subsídios para as ações do Comitê em benefício da própria Internet. A ferramenta usa Java e é uma das mais precisas que podem ser feitas, utilizando-se a Web, pois os servidores contra os quais são feitos os testes estão nos diversos Pontos de Troca de Tráfego espalhados pelo país (são como grandes hubs, onde diversos provedores se conectam para trocar informações entre si).

Além disso a Info divulgará os resultados dos testes, o que permitirá que os internautas brasileiros tenham uma boa idéia de como anda a qualidade do serviço de cada provedor.

Vale a pena testar, e divulgar!

Antonio M. Moreiras é engenheiro e trabalha no NIC.br, é responsável por projetos como a disseminação do IPv6, e o fornecimento da hora correta via Internet com o NTP.br.

Posted in Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, Mozilla Firefox, Netscape, Política, Uncategorized | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

No futuro, Ubuntu terá atualizações de versão diariamente, diz Shuttleworth

Posted by Paulo em 24/11/2010

Tradução do original em Inglês disponível em: http://www.theregister.co.uk/2010/11/23/darily_ubuntu_updates/

Meerkats Saltitantes! Ubuntu terá downloads de atualizações diárias?

Por Gavin Clarke in San Francisco, Publicado em 23 de Novembro de 2010 às 20:26 GMT

O Ubuntu está se afastando do seu ciclo, estabelecido em seis meses, e  potencialmente indo para um futuro onde as atualizações de software serão diárias. O fundador do Ubuntu, Mark Shuttleworth, disse recentemente à imprensa que uma mudança em direção a atualizações diárias ajudaria a popular distribuição de Linux a manter o ritmo com um software cada vez mais complexo, e o ecossistema da plataforma Ubuntu irá para mais dispositivos e se sincronizará com o Android e iPhones. A Central de Programas – com quase um ano de idade – está liderando essas mudanças, e Shuttleworth prometeu que isso “continuará, e de maneira mais rápida do que as pessoas poderiam prever no passado.”

“Hoje, temos um ciclo de versões de seis meses,” disse Shuttleworth. “Em um mundo orientado pela Internet, precisamos ser capazes de liberar algo todos os dias.”

“É uma área onde colocaremos muito do nosso trabalho nos próximos cinco anos. Os pequenos passos que colocamos dentro da Central de Programas hoje, irão além e de maneira mais profunda do que as pessoas previram no passado.”

O Ubuntu tem um sólido ciclo de versões de seis meses desde o Edgy Eft, versão 6.10, de Outubro de 2006, que abriu o caminho para o Feisty Fawn, 7.04, no ano seguinte. Não é só o Ubuntu que é atualizado a cada seis meses, mas também os módulos e o código em outras áreas do mundo do código aberto que fazem parte do Ubuntu. Uma nova versão do Ubuntu terá, digamos, a última versão do Firefox e do OpenOffice incluídas, ou novos pacotes que colocam o Ubuntu em uma direção diferente, como quando o Ubuntu 10.10 trocou o editor de fotos F-Shot pelo Shotwell.

Parece que Shuttleworth está falando de um futuro onde as atualizações do código da Canonical no Ubuntu, outras características do Ubuntu e os programas que você comprou ou baixou da Internet de graça, serão atualizados em suas versões assim que estejam disponíveis, ao invés de esperar pela liberação semestral.

Atualizações também serão feitas em novos dispositivos uma vez que o Ubuntu seja instalados por outras empresas, como netbooks ou em sistemas automotivos, e os fabricantes desses sistemas liberem um código novo. A questão principal será o quanto o Ubuntu será largamente adotado em outros dispositivos além dos tradicionais laptop e desktop, de acordo com Shuttleworth.

A Central de Programas foi introduzida há apenas um ano no Ubuntu 9.10 como um gerenciador de pacotes gráfico com o objetivo de ser mais simples e fácil de usar para os novatos em Linux do que as ferramentas até então existentes no GNOME. A Central de Programas deu um passo bem na direção da visão de Shuttleworth para o Ubuntu 10.10 no mês passado, quando incluiu a capacidade de comprar software proprietário para seu Ubuntu, através de servidores na rede. ®

Tradução do original em Inglês disponível em http://ostatic.com/blog/ubuntu-to-become-a-rolling-release

Ubuntu Terá Atualizações Diárias

por Susan Linton – 23 de Novembro de 2010

Mark Shuttleworth disse, recentemente, a jornalistas que o Ubuntu mudará sua agenda de atualizações de seis meses para atualizações diárias. Um passo dessa natureza ajudará o Ubuntu a se manter em dia com as rápidas mudanças, com um software cada vez mais complexo e com outras opções de hardware. Isso é especialmente verdadeiro, uma vez que o Ubuntu pode ser encontrado e cada vez mais dispositivos móveis, como smartphones. Shuttleworth disse que mais serviços e software estarão disponíveis e estarão conectados com a Central de Programas do Ubuntu que terá um crescimento rápido nos próximos anos. Ele explicou que, “Em um mundo orientado pela Internet, precisamos ser capazes de liberar algo todos os dias.” A principal vantagem do Ubuntu seria a possibilidade de manter o entusiasmo das pessoas em alta durante o que se considera como ciclos de desenvolvimento, quando os maiores Websites e publicações se concentram em outras distribuições e outros assuntos. Para os usuários, uma espera menor por atualizações de aplicações, importantes ou não, assim como a oportunidade de acabar com o ciclo reinstalações a cada seis meses ou o risco de um ciclo de atualização. Mais importante, fabricantes de sistemas embarcados que utilizam o Ubuntu poderão atualizar seus sistemas regularmente e isso ajudará a Canonical a atender a esses serviços.

Uma mudança dessa natureza seria, essencialmente, uma alteraria toda a filosofia e os procedimentos à medida que o Ubuntu comece a ter atualizações constantes. Isso significa um pouco mais de trabalho para os desenvolvedores, que precisam ter certeza de que os pacotes estejam prontos para os usuários com mais frequência. Além disso, o Ubuntu ainda teria de liberar ISOs atualizadas periodicamente, para aqueles que precisam de uma instalação nova do zero.

Mas, pesando os prós e os contras, isso significa mais valor para os usuários e parceiros do Ubuntu.

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, Firefox, Hardware, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Jolicloud, Mozilla Firefox, Netbook Remix, Netbooks, OpenOffice.org, Smartphones, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Leave a Comment »

O maior obstáculo na adoção do FOSS e do GNU/Linux

Posted by Paulo em 20/11/2010

Esse post não é meu. É de um blogueiro indiano chamado Narendra Sisodiya http://blog.narendrasisodiya.com/. O post abaixo retrata as dificuldades de várias entidades e de muitos usuários comuns quando tentam migrar para o GNU/Linux e o FOSS, e mostra algumas das iniciativas indianas para promover a sua adoção.

Tradução do original disponível em http://blog.narendrasisodiya.com/2010/11/biggest-hurdle-in-fossgnulinux.html

The biggest hurdle in FOSS/GNU/Linux adaptation

Deixem-me falar sobre a maior dificuldade na adoção do Software Livre.
Esse obstáculo são os “Drivers Proprietários de Hardware“.
Na Índia recenttemente aprovamos uma “Política de Padrões Abertos”. É uma grande vitória para as comunidades de  Software Livre e nossos líderes.
Da mesma forma, precisamos de uma política de venda de Hardware. Essa política deve especificar que “Qualquer hardware que o governo compre deve ter uma especificação de drivers aberta.”

Por que isso é importante ?

Deixem-me explicar através de um exemplo.
Uma escola da minha cidade comprou um hardware a um ano atrás. Na época da compra, eles não conheciam o Linux. Agora, mesmo que queiram migrar para o Linux, ele precisam contratar uma consultoria para isso. Isso porque muitos dos dispositivos de hardware têm uma certa dificuldade de funcionar com o GNU?Linux, isso porque o GNU/Linux não possui os drivers proprietários desses dispositivos. Por exemplo, algumas webcams não funcionam no GNU/Linux, ou a maioria dos lousas interativas, que são uma tendência nas escolas, etc.

Estimados defensores do Software Livre, vocês precisam se lembrar que vocês podem visitar uma escola, ou universidade, e tentar instalar o GNU/Linux, MAS, vocês não podem alterar o hardware de um sistema. Temos de ter uma política clara que especifique que diga: “todo dispositivo deve ter uma especificação ou drivers disponíveis para todos os sistemas operacionais do mercado”.

Precisamos seriamente criar uma lista negra de drivers proprietários e de hardware e impedir sua comercialização.
Hardware proprietário é um monopólio tão perigoso quanto, ou mais do que o software proprietário.Aqui está uma lista das coisas perigosas e antiéticas:

Patentes de software       (O maior perigo)
Drivers e Hardware proprietário
Padrões proprietários
Software proprietário      (o menor perigo dessa lista)

O motivo de pelo qual dei uma classificação de perigo menor para o software proprietário é porque é fácil obter uma equivalente (por exemplo, um software livre). Por exemplo, o Firefox e o Chrome podem substituir o IE, porque ambos funcionam com o HTML.
Mas é complicado conseguir uma adaptação equivalente de um padrão proprietário largamente adotado. Por exemplo, doc x odt.
De maneira parecida, será difícil difundir o GNU/Linux por toda a Índia por causa do perfil de hardware e dos hardwares e dos seus drivers proprietários.

Por – Narendra Sisodiya

Isso me faz lembrar nossas dificuldades discutidas infinitamente nos fórums e listas de discução do SL em nosso país. Nossa dificuldade não é só nossa. Nossa dificuldade não é “proprietária”.

Posted in Aplicativos, Apple, Asus, Big Linux, BrOffice, CentOS, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dicas e truques, DSL, EeePC, Fedora, Firefox, Firefox, FreeBSD, Games, Go-OO, Google Android, Google Chrome OS, Hardware, História, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, iPad, Jolicloud, Kubuntu, Kurumin, Legislação, LibreOffice.org, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Mini 10, Mini 9, Mini PC, Moblin, Modem 3G, Mozilla Firefox, Multifuncionais, Netbook Remix, Netbooks, Netscape, OASIS, ODF, OpenBSD, OpenOffice.org, OpenPC, OpenSUSE, OpenSUSE, pasl.net.br, Política, Puppy Linux, Receptor de TV Digital AOC, Red Hat, Satux, Scientific Linux, SK1, Slackware, Slackware, Smartbooks, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu Linux, Webcam, Wireless | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment »

Usar Windows está cada dia mais perigoso

Posted by Paulo em 11/11/2010

Existe uma situação interessante acontecendo no mundo, hoje em dia, em particular, no Brasil: o acesso à informação, à Internet está, cada dia, mais popularizado. As vendas de PCs para as classes C e D aumentam todos os anos (http://www.opovo.com.br/www/opovo/economia/894675.html). A inclusão digital está atingindo grandes parcelas da população.

O lado oculto dessa moeda é que os crimes digitais também aumentaram, mas de maneira desproporcional (http://idgnow.uol.com.br/seguranca/2010/11/10/brasil-e-3-o-em-hospedagem-de-sites-com-malware-criminoso-diz-websense/). A matéria traz duas informações alarmantes: em um ano, o número de sites maliciosos mais que dobraram e, hoje, sites com algum tipo de código malicioso representam 20% dos sites da internet. Isso significa que você tem uma chance em cinco de entrar num site que coloque um vírus na sua máquina, sem que você saiba.

Existe um ciclo vicioso nessa história. Vejamos como explicar isso de maneira bem didática:

Continue lendo »

Posted in Apendendo Linux, Aplicativos, Apple, Big Linux, BrOffice, CentOS, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dropbox, DSL, Fedora, Firefox, Firefox, FreeBSD, Go-OO, Google Android, Google Chrome OS, Hardware, História, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, Jolicloud, Kubuntu, Kurumin, Legislação, LibreOffice.org, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Livros e Treinamentos, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Mini 10, Mini 9, Mini PC, Moblin, Modem 3G, Mozilla Firefox, Netbook Remix, Netbooks, Netscape, ODF, OpenBSD, OpenOffice.org, OpenPC, OpenSUSE, OpenSUSE, pasl.net.br, Política, Puppy Linux, Red Hat, Revista BrOffice.org, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Satux, Scientific Linux, SK1, Slackware, Slackware, Smartbooks, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu - Guia do Iniciante, Ubuntu Linux, Virus, Webcam, Wireless | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Linux: Desbancando o mito do 1%

Posted by Paulo em 27/09/2010

Interessante artigo de Caitlyn Martin, publicada na O’Reilly, em 7 de Setembro.

Artigo original em Inglês em: http://broadcast.oreilly.com/2010/09/debunking-the-1-myth.html

Desbancando o mito do 1%
Por Caitlyn Martin, 7 de Setembro de 2010

“Nada é tão absurdo. Se você repetir com a frequência suficiente, as pessoas acreditarão.” –William James

Parece que, quase todos os dias, alguém na imprensa, ou num fórum de tecnologia, alega que a adoção do Linux em Desktops (incluindo laptops) é insignificante. O número apregoado fica em torno de 1%. Essas alegações são também repetidas por pessoas que defendem o uso do Linux. Ambas as ideias, de que a fatia de mercado do Linux nos desktops seja insignificante, e a figura do 1% são simplesmente falsas, e têm sido já há vários anos.

A fatia de mercado do Linux não é pequena. O Linux e o UNIX possuem a maior parte do mercado de servidores por mais de uma década. O Linux é muito competitivo embarcado em dispositivos. E também está fazendo um grande estardalhaço no mercado de desktops corporativos e residenciais, o que inclui laptops, notebooks e netbooks.

Continue lendo »

Posted in Aplicativos, Apple, Big Linux, CentOS, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, DSL, Fedora, Firefox, Firefox, FreeBSD, Google Android, Google Chrome OS, Hardware, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, Intel Moblin, Jolicloud, Kubuntu, Kurumin, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Mini 10, Mini 9, Moblin, Mozilla Firefox, Netbook Remix, Netbooks, Netscape, OpenBSD, OpenPC, OpenSUSE, OpenSUSE, Puppy Linux, Red Hat, Satux, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Smartbooks, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Esqueça o Facebook Phone. Veja o Mozilla Seabird — Um celular conceito para a rede aberta

Posted by Paulo em 24/09/2010

Artigo original em inglê em: Forget The Facebook Phone, Here’s Mozilla Seabird — An Open Web Concept Phone.

Muito tem-se falado do Facebook Phone. Enquanto o Facebbok ainda é vago a respeito das suas ideias para ele (pelo menos não estão mais negando o fato), parece que qualquer coisa que apareça será baseada no Android. E a INQ pode apresentar o primeiro deles no início do próximo ano. mas o Facebook não é a única empresa pensando em celulares e Android. A Mozilla também está. Ou, pelo menos, a comunidade está. Hoje, no blog do Labs blog, eles mostraram o Seabird, um celular conceito baseado no Android feito pensando nos ideais da rede aberta.

O conceito, criado por Billy May, parece impressionante. O formato é um pouco feio (uma espécie de gota de chuva de cabeá para baixo), mas vem com uma câmera de 8 mega pixels, dois pico projetores de cada lado do aparelho, carregador de bateria sem fio, e um dongle bluetooth destacável. O dongle é também um fone de ouyido e um controle remoto para o celular. O pico projetor, por sua vez, projeta um teclado virtual sobre uma superfície plana para digitação.

Será que uma coisa dessas funcionaria? Quem sabe? Algumas dessas tecnologias, certamente, já existem há alguns anos. Mas o aparelho, ainda que seja um conceito, é demais.

Continue lendo »

Posted in Aplicativos, Conhecimento Livre, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, Firefox, Firefox, Google Android, Mozilla Firefox, Smartphones | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Porque a Microsoft erra ao continuar criticando o uso do software Open Source?

Posted by Paulo em 16/09/2010

Artigo original em: http://bsrsoft.com.br/portal/bsrsoft/bsrsoft-dev-editorial-porque-a-microsoft-erra-ao-continuar-criticando-o-uso-do-software-open-source/

Nesta terça-feira, 14 de setembro de 2010, o presidente da Microsoft para América Latina, Hernán Rincón, criticou a decisão de alguns governos da região, incluindo, e especialmente o Brasil, de incentivar – ou mesmo obrigar – a adoção de software livre em seus serviços públicos e sistemas educacionais.

Comentou: “Com todo respeito ao Brasil, mas qual deveria ser o papel do governo? Desenvolver software ou melhorar a vida da pessoas?”

Cometeu diversos enganos, aparentemente de forma intencional, haja visto que trata-se do principal executivo da Microsoft na região que de forma previsível defende o modelo de negócio desta, o software fechado.

Cometeu engano quando vinculou o uso de software livre pelo governo brasileiro à uma hipotética necessidade de desenvolvimento interno de software.

Esqueceu-se de maneira proposital, que software livre, pronto, está disponível livremente por ai. Na maior parte dos casos, nenhum desenvolvimento adicional é necessário.

Muito do que é feito simplesmente, é se escolher o software necessário (livre) e se não houver pessoal interno do serviço público habilitado à instalá-lo e mantê-lo, contrata-se uma empresa especializada para fornecer o devido suporte. Só que neste caso, não entra a Microsoft já que até hoje esta não fornece suporte à software livre.

E apesar de tudo isso, desenvolvimento de software ainda é uma tarefa corriqueira em todos os governos do mundo. Por que isso haveria de ser uma aberração aqui no Brasil?

O governo brasileiro prefere e muitas vezes obriga a apresentação de software livre em suas licitações por diversos motivos, destacando-se:

  • Muitas empresas brasileiras podem prover suporte e desenvolvimento sob software livre, criando empregos, capacitando mão-de-obra em tecnologias de ponta e criando tecnologia de ponta;
  • Possibilidade de auditoria imparcial e total sobre o que setores estratégicos do governo estão rodando em seus computadores, impossibilitando espionagem via back-doors nos programas, por exemplo;
  • Independência tecnológica e independência de fornecedor;
  • Garantia de interoperabilidade entre sistemas diferentes que usem protocolos abertos;

São ótimos motivos para qualquer governo no mundo preferir software aberto e livre.

A NSA (Agência Nacional de Segurança dos EUA especializada em espionagem eletrônica) roda Linux nas estações de trabalho internas, para que tenham acesso ao código de todo programa que usam.

O DoD (Departamento de Defesa dos EUA) segue linha parecida.

O governo da França também e pelos mesmos motivos do Brasil.

Aparentemente a Microsoft vem atacando a iniciativa brasileira pró open source, pois o Brasil perfaz 45% do faturamento deles na América Latina, sendo esta a região com a melhor curva de lucratividade para a empresa atualmente.

Estão defendendo a galinha dos ovos de ouro. às custas de espalhamento de desinformação e medo.

E justo nesses dias em que a Microsoft vem ventilando para todo mundo ouvir, que coexiste bem com o software livre e que até “ama o software livre”.

Palavras ao vento não valem nada. O que funciona de verdade, são ações concretas.

————————————————————————————————————————————–

Matéria sobre o assunto: http://idgnow.uol.com.br/mercado/2010/09/14/executivo-da-microsoft-critica-posicao-brasileira-sobre-software-livre/

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, Firefox, Google Android, Intel Moblin, Jolicloud, Legislação, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Mozilla Firefox, ODF, OpenOffice.org, OpenSUSE, Política, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

31 Março 2010: DFD 2010 – Dia Mundial da Liberdade dos Documentos

Posted by Paulo em 03/03/2010

CuritibaParaná

31 Março 2010: DFD 2010 – Dia Mundial da Liberdade dos Documentos

Horário

  • 15:00h às 18:00h

Local

  • Auditório da Celepar – Companhia de Informática do Paraná – Rua Mateus Leme, 1561 – Centro Cívico – Curitiba – PR

Vagas e Inscrições

  • 200 vagas

Programação

  • Palestra: ODF OpenDocument Format: Padrão Aberto de Documento. Adotado pelo Governo do Paraná, Lei estadual 15742 ODF. Legislação, Projeto de Lei 3070/2008 Congresso Nacional. Protocolo Brasília ODF. Norma Brasileira NBR ISO 26300. Norma Internacional ISO 26300
  • Aos participantes serão distribuídos: Bóton, Adesivos, Guia Rápido BrOffice.org 3.2, Guia Rápido Firefox 3.6, Folder ODF, Folder Protocolo Brasília ODF e CD BrOffice.org 3.2
  • Sorteios de Camisetas do “Document Freedom Day”

Inscreva-se! É Grátis!

  • Para se inscrever, envie um e-mail para furusho(a)openoffice.org, com as seguites informações: assunto: DFD 2010, nome completo, empresa, e-mail, telefone, cidade, UF

Organização

Patrocínio

Apoio

Comitê de Organização

Veja como foi o DFD 2009 em Curitiba – Brasil

Divulgação DFD 2010

  • Estampa para Camiseta

[arquivo svg] – [arquivo jpg]

  • Estampa para Banner

[arquivo svg]

[Papel parede e Banners]

Posted in BrOffice, Conhecimento Livre, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, Go-OO, Mozilla Firefox, ODF, OpenOffice.org, Política, Software, Software Livre | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Alemanha e França pedem que seus cidadãos abandonem o IE

Posted by Paulo em 19/01/2010

O ataque promovido pelo governo chinês a cinquenta empresas norte-americanas está pipocando consequências. Agora a França e a Alemanha estão pedindo a seus cidadãos que substituam o Internet Explorer (em qualquer uma de suas versões) por outro navegador. Como sabemos, quase que só restam alternativas em software livre. O pedido vem pela constatação de que o navegador mais inseguro do mundo causou estragos muito além do que as autoridades esperavam. Segundo a Microsoft, nunca havia sido constatado um ataque tão bem orquestrado como esse. O CEO da empresa, Steve Balmer, tentou amenizar a situação disparando que “somos atacados todos os dias de diversas partas do mundo, eu acredito que o resto do mundo também. Não vemos nada de alarmante nesse fato“, para desespero dos usuários dos produtos da empresa. A declaração demonstra o compromisso da Microsoft com a melhoria na segurança de seus produtos, ou seja, nenhum!

Seja seguro, seja livre, use Linux e software livre.

Posted in BrOffice, Conhecimento Livre, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Google Android, Google Chrome OS, História, Intel Moblin, Jolicloud, Legislação, Mandriva, Microsoft, Mozilla Firefox, Política, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux, Virus | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Explorando o OpenDNS

Posted by Paulo em 05/01/2010

Recebido de: http://www.dicas-l.com.br/index.xml

Dicas-LColaboração: Julio Cesar Bessa Monqueiro

Data de Publicação: 02 de January de 2010

O OpenDNS é um serviço de DNS público, um dos mais conhecidos, que oferece um ótimo desempenho, e é aberto a todos – daí o “Open” no nome. Mas o que diferencia o OpenDNS de outros serviços, como o Google Public DNS, são os outros serviços oferecidos, como: bloqueio de domínios, diversas categorias de domínios bloqueados (como os de conteúdo adulto), estatísticas, detecção de phishing, corretor de erros de digitação, dentre outros. Exploraremos os serviços, e veremos como configurar a atualização de IP no seu computador, seja ele com Windows, Mac OS X ou Linux.

Leia o tutorial em http://www.guiadohardware.net/tutoriais/opendns/

Julio Cesar Bessa Monqueiro é editor do site Guia Do Hardware.net.

Posted in Conhecimento Livre, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, Dicas e truques, Firefox, Firefox, Mozilla Firefox, Slackware, Software Livre | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: