O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Archive for the ‘Linuxacessível.org’ Category

Governo alemão dá aviso para que usuários NÃO UTILIZEM o Windows 8

Posted by Paulo em 23/08/2013

Tradução do artigo original em inglês disponível em http://www.disclose.tv/news/German_Government_Warns_Not_To_Use_Windows_8/92647

22 de Agosto de 2013 – De acordo com documentos internos vazados do Escritório Federal Alemão para Segurança de Informação (BSI) que o Die Zeit obteve, especialistas em TI descobriram que o Windows 8, o sistema pronto para telas sensíveis ao toque, super-enganador, mas o sistema operacional que se transformou no desafio de vendas da Microsoft, é perigosíssimo para a segurança de dados. Ele permite que a Microsoft controle o computador remotamente através de uma “porta dos fundos” incluída no sistema. As chaves dessa porta dos fundos muito provavelmente são acessíveis à NSA – e uma ironia involuntária, talves até mesmo para os chineses.
Leia o resto deste post »

Posted in Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Fedora, Hardware, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, Linux Mint, Linuxacessível.org, Microsoft, OpenSUSE, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | 3 Comments »

Pesquisa sobre Tecnologia e Educação

Posted by Paulo em 20/11/2012

Estou terminando minha pós-graduação em Docência no Ensino Superior na FAE de Curitiba. Nosso Trabalho de Conclusão de Curso é uma pesquisa sobre conhecimentos de professores e alunos a respeito de padrões e recursos tecnológicos que podem ser aplicados à educação.

Se você é estudante universitário (graduação e pós-graduação), ou professor (principalmente de áreas NÃO relacionadas à tecnologia de informação), e puder nos ajudar respondendo a um pequeno questionário que tomará cerca e 5 minutos do seu tempo, ficaremos muito agradecidos, e sua colaboração será muito importante para o nosso trabalho.

Assim que estiver pronto, o trabalho será disponibilizado para download neste blog e poderá ser útil para definir programas de treinamento e capacitação tecnológica para docentes.

O questionário está no endereço Pesquisa Tecnologia e Educação (http://www.varekai.org/tecnologia-e-educacao/limesurvey/index.php/survey/index/sid/273349/lang/pt-BR)

Agradeço desde já o apoio.

Abraços.

Posted in Apache OpenOffice, Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dropbox, Escritório Livre, Fedora, Hardware, iniciante em Linux, Legislação, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Livros e Treinamentos, Mandriva, Microsoft, Netbooks, ODF, OpenOffice.org, Política, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu Linux, Virus, Wireless | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment »

ConvertePST – Importe seus e-mails do Microsoft Outlook

Posted by Paulo em 26/09/2011

Artigo original em Creative Commons BY-SA disponível em: http://marcelo.juntadados.org/node/view/convertepst—lidando-com-o-legado-do-microsoft-outlook

ConvertePST – Lidando com o legado do Microsoft Outlook

ConvertePST é uma ferramenta desenvolvida em Java que permite a navegação (leitura) de arquivos Personal Storage Table (PST) do Microsoft Outlook 2000/2003 com a possibilidade de exportação de mensagens armazenadas neste formato para o formato aberto de E-Mail descrito em RFC podendo ser importado em qualquer ferramenta de Correio Eletrônico.

O ConvertePST foi desenvolvido inicialmente para tratar do legado existente na Caixa Econômica Federal (CEF), durante a migração de sua infraestrutura de correio eletrônico do Microsoft Outlook / Exchange 2003 para a ferramenta de e-groupware Expresso Livre pela 4Linux Free Software Solutions e Prognus Software Livre e agora esta sendo disponibilizado livremente sobre a GPLv3.

Para baixar a última versão do Código-Fonte através do Git

git clone git@github.com:marcelo-soares/ConvertePST.git

Última versão já compilada (Java 1.6)

ConvertePST-1.0.14.tar.bz2 (md5)

Depedências para Compilação

convertepst-deps-20110922.tar.bz2 (md5)

Posted in Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Google Android, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Jolicloud, Linuxacessível.org, Mandriva, Microsoft, ODF, OpenSUSE, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Lançada edição n.28 da Revista Espírito Livre

Posted by Paulo em 08/08/2011

Boa tarde gente,Seguimos em frente com o lançamento de mais uma edição da Revista Espírito Livre. A edição n. 28 apresenta mais um assunto bastante comentado nos últimos meses e que não podia faltar na Espírito Livre: LibreOffice.A edição n. 29, referente ao mês de Agosto já está sendo feita e vem com a temática sobre Redes e Servidores. A deadline já foi mas mesmo assim, se você ainda não mandou o seu artigo, material ou dica, envie-nos o quanto antes. A Revista Espírito Livre está sempre aberta a receber materiais inéditos e irão agregar ainda mais conhecimentos a nossos leitores.Novamente a edição está enorme. São 132 páginas e realmente não está fácil manter um número alto de páginas por edição, aí ficamos numa sinuca pois muita gente quer seus textos publicados e se o fizermos em breve teremos uma edição de 200 páginas…rs Loucura loucura.Peço que, aqueles que puderem e quiserem ajudar com a divulgação desta e de outras edições, sugiram para seus leitores que recorram a nosso site oficial para o download afim de manter os leitores sempre por dentro das novidades e também termos estatísticas o mais próximo da realidade. Peço ainda que aqueles que puderem votar na Revista Espírito Livre, que o façam. Este prêmio nos ajudará a manter o projeto, que a cada dia fica mais e mais complexo. Link para votação: http://premiofrida.org/por/projects/view/1418

Abaixo reproduzo trecho do nosso editorial dessa edição. A capa, novamente, é de autoria de Carlos Eduardo:

Revista Espírito Livre - Ed. #028 - Julho 2011

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, Google Android, Google Chrome OS, História, Humor, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, ODF, OpenOffice.org, OpenSUSE, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Lançada edição n.27 da Revista Espírito Livre

Posted by Paulo em 07/07/2011

Revista Espírito Livre - Ed. #027 - Junho 2011

Ainda recuperando do tombo do mês passado, cá estamos novamente. A edição deste mês apresenta um tema que por muitos é considerado polêmico por justamente ir contra a alguns conceitos enraizados em nossa sociedade, de que só é possível aprender diante de um professor e se transpormos essa ideia para o universo real significaria dizer que a educação, de um modo geral, só se dá através de alguém sentado, frente a um professor, real e físico. Mas o tutor a distância e o professor que estão a distância não são físicos e reais? E as aptidões? Eles as têm? E se não as têm como verificar estando a distância? Os alunos aprendem, ou fingem aprender só para alcançar a tão sonhada “nota”? Ele vai “colar”, já que o professor “não está vendo”? Como avaliar, medir e constatar se houve absorção e troca de conhecimento? As dúvidas e questionamentos continuam, já que a EAD, apesar de não ser tão nova assim (desde o século XIX já se praticavam metodologias neste sentido). O ensino por correspondência, tele-aula, vídeo-aula, manuais, ensino pelo rádio, e tantos outros métodos já foram utilizados (e em alguns lugares ainda continuam sendo), mas com a ressalva de que agora a tecnologia envolveu-os de novas possibilidades, além de diminuir os custos e as distâncias. O EAD proporciona, mesmo a distância, o que nem sempre conseguimos compreender presencialmente: a soma de nossas experiências pode resultar em uma terceira experiência, e o meio digital é propício para isso, dada a quantidade de novos recursos disponíveis, dentro e fora dos ambientes de estudo.

Leia o resto deste post »

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Filmes, Firefox, Google Android, Google Chrome OS, História, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, Jolicloud, Legislação, LibreOffice, LibreOffice.org, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, ODF, OpenSUSE, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Syncany: Uma ótima alternativa ao Dropbox que suporta vários tipos de armazenamento

Posted by Paulo em 27/05/2011

Post original em Inglês disponível em: http://www.webupd8.org/2011/05/syncany-great-dropbox-alternative-which.html

Syncany
Syncany é um novo programa de sincronismo de arquivos em código aberto (similar ao Dropbox, ou ao Sparkleshare). “Nããoo!!!, Outra alternativa ao Dropbox!” você poderia pensar. Bom, o Syncany é diferente e tem a chance de se tornar a melhor aplicação desse tipo. Veja só!

Além do fato de ser Código Aberto, o Syncany criptografa os dados na sua máquina para que fiquem seguros. Akém disso, o Syncany é extensível através de plugins, portanto, será fácil adicionar novos protocolos. O Syncany suporta, atualmente, FTP, Box.net, Amazon S3, Google Storage, IMAP (por exemplo: é possível utilizar o Gmail ou outro serviço que ofereça IMAP para sincronizar seus arquivos), Local, Picasa e Rackspace Cloud Files. O Windows Share e outros protocolos serão incluídos no futuro.

Posted in Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dropbox, Fedora, Google Android, Google Chrome OS, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, Jolicloud, Kubuntu, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, OpenSUSE, Puppy Linux, Red Hat, Satux, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Linuxacessivel.org: nova imagem e agora também fala espanhol

Posted by Paulo em 19/04/2011

linuxacessivel.org agora também fala espanhol. Graças ao amigo paraguaio Mario Bentiz e ao Latinoware 2010, temos o sitio satisfatoriamente traduzido e uma primeira imagem para o idioma de nossos vizinhos latinos americanos; onde esperamos que estes venham a somar em nossa comunidade e assim evoluirmos para uma melhor regionalização. Para tanto pedimos imensamente que divulguem o linuxacessivel.org para nossos irmãos da América Latina e outros países de idioma espanhol.
Leia o resto deste post »

Posted in Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Linux Acessível, Linuxacessível.org, Software, Software Livre | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Linux 20 anos – Vídeo conta a história

Posted by Paulo em 12/04/2011

 

Posted in Apendendo Linux, Big Linux, CentOS, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Filmes, Google Android, Google Chrome OS, História, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, Jolicloud, Kubuntu, Kurumin, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Moblin, OpenBSD, OpenSUSE, OpenSUSE, Puppy Linux, Red Hat, Satux, Scientific Linux, SK1, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Sistema Operacional Linux completa 20 anos

Posted by Paulo em 10/04/2011

Posted abril 7th, 2011 by luizheli at http://www.broffice.org/sistema_operacional_linux_completa_20_anos in

Linus Torvalds, creator of the Linux kernel.

Linus Torvalds - Image via Wikipedia

Há vinte anos, Linus Torvalds fez um corajosa decisão de compartilhar seu sistema operacional com o mundo. Não muito tempo depois ele resolveu disponibilizar o Linux sob a licença GPL (General Public Licence). A partir disso, o mundo da computação nunca mais foi o mesmo.

O Linux é o maior projeto de desenvolvimento colaborativo da história da computação, o que significa que o 20ª aniversário do Linux é uma oportunidade para a comunidade celebrar essa grande história de sucesso e de quebra ajudar a definir os próximos 20 anos.

Hoje em dia, o Linux está literalmente em todos os lugares: no celular, na tevê, no seu desktop, no cinema, no seu carro, e em muitos outros lugares.

Leia o resto deste post »

Posted in Apendendo Linux, Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, DSL, Fedora, Google Android, Google Chrome OS, História, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, Jolicloud, Kubuntu, Kurumin, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Livros e Treinamentos, Mandriva, MeeGo, Moblin, Netbook Remix, OpenSUSE, Puppy Linux, Red Hat, Satux, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu - Guia do Iniciante, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Lançada edição #24 da Revista Espírito Livre

Posted by Paulo em 02/04/2011

Com algumas horas de atraso, mas garantindo a liderança, aí está edição n. 24 da Revista Espírito Livre. São 99 páginas de muita informação, graças aos senhores e aos tantos que de alguma forma contribuem. Meu muito obrigado.

Abaixo reproduzo trecho do editorial.

Aqueles que quiserem (e puderem) publicar o anúncio do lançamento em seus blogs e sites/planetas/listas, queiram por gentileza solicitar que o leitor se dirija ao site oficial da revista ou ainda através deste link curto, pra facilitar:

Lançada edição n. 24 da Revista Espírito Livre: http://va.mu/BTQ

Leia o resto deste post »

Posted in BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, Go-OO, Google Android, Google Chrome OS, História, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, Intel Moblin, Jolicloud, Legislação, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, ODF, OpenSUSE, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Comissão aprova prioridade para software livre na administração pública

Posted by Paulo em 12/03/2011

Artigo original disponível em: http://acordocoletivo.org/2011/03/11/comissao-aprova-prioridade-para-software-livre-na-administracao-publica/

Comissão aprova prioridade para software livre na administração pública

A intenção do projeto é economizar no pagamento de licenças de programas de computador. Segundo Erundina, o governo gasta cerca de 2 bilhões de dólares por ano com essas licenças.
Arquivo – J. Batista
Luiza Erundina: um dos objetivos é diminuir o gasto público com programas de computador.

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou hoje proposta que garante preferência para softwares livres na contratação de bens e serviços de informática pela União, pelos estados, pelo Distrito Federal e pelos municípios. A medida consta de substitutivo da deputada Luiza Erundina (PSB-SP) ao Projeto de Lei 2269/99, do deputado Walter Pinheiro (PT-BA), e outros seis apensados
Tramitação em conjunto. Quando uma proposta apresentada é semelhante a outra que já está tramitando, a Mesa da Câmara determina que a mais recente seja apensada à mais antiga. Se um dos projetos já tiver sido aprovado pelo Senado, este encabeça a lista, tendo prioridade. O relator dá um parecer único, mas precisa se pronunciar sobre todos. Quando aprova mais de um projeto apensado, o relator faz um texto substitutivo ao projeto original. O relator pode também recomendar a aprovação de um projeto apensado e a rejeição dos demais..

Pelo texto, software livre é aquele que garante a qualquer usuário, sem custos adicionais: a execução do programa para qualquer fim; a redistribuição de cópias; o estudo de seu funcionamento, permitindo a sua adaptação às necessidades do usuário, seu melhoramento e a publicação dessas melhorias; e o acesso ao código fonte.

Para a relatora, a adoção de software livre possui três objetivos: aumentar a competitividade da indústria nacional de software, oferecer condições de capacitação para trabalhadores do setor e diminuir o gasto público com o licenciamento de programas de computador. “Estima-se que o Estado, em todos os seus níveis, gaste cerca de 2 bilhões de dólares por ano com pagamento de aluguel de licenças de programas-proprietários”, afirma Erundina.

Leia o resto deste post »

Posted in Apendendo Linux, Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, Legislação, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, Mozilla Firefox, OASIS, ODF, OpenOffice.org, OpenSUSE, Política, Revista BrOffice.org, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu - Guia do Iniciante, Ubuntu Linux, Unicamp Rau-tu | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comments »

A Revolução não será Licenciada

Posted by Paulo em 08/03/2011

Artigo original em inglês disponível em http://torrentfreak.com/the-revolution-will-not-be-properly-licensed-110304/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+Torrentfreak+(Torrentfreak)

The Pirate Bay logo

Image via Wikipedia

Está em todo lugar. Grandes empresas tentando obter o controle de nossas ferramentas de comunicação, alegando preocupações com com direitos autorais. Com frequência, elas têm a ajuda de políticos pouco amigáveis, que aspiram pelo mesmo tipo de controle, alegando preocupações com o terrorismo ou alguma outra palavra MaCarthista da moda, que evoque o medo. Deveríamos observar isso pela perspectiva das revoltas que ocorrem, neste momento, no mundo árabe.

Temos, hoje, a SonyBMG obtendo controle a nível de administrador de milhões de computadores de seus clientes para evitar a simples cópia de música. Autoridades européias obrigando facilidades de escuta telefônica em todos os equipamentos de telecomunicações. Fabricantes de veículos instalando chaves de destruição remota. A Microsoft incorporando o mesmo tipo de chaves de destruição em seus softwares, assim como a Apple e a Google fazendo o mesmo em nossos telefones. A Intel incorporando as mesmas chaves de destruição nos processadores. A Amazon apagando livros de nossas bibliotecas virtuais.

Leia o resto deste post »

Posted in Aplicativos, Apple, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, Go-OO, Google Android, Google Chrome OS, Hardware, História, iniciante em Linux, Intel Moblin, Jolicloud, Legislação, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Modem 3G, Mozilla Firefox, Netbooks, OASIS, ODF, OpenSUSE, pasl.net.br, Revista BrOffice.org, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu Linux, Uncategorized, Wikileaks | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment »

Lançada edição n. 23 da Revista Espírito Livre!

Posted by Paulo em 01/03/2011

Quase que não consigo, mas aí está a Revista Espírito Livre – Ed. #023 – de Fevereiro de 2011.

Aqueles que quiserem contribuir divulgando em seus blogs recomendo o solicitarem aos internautas que visitem o site oficial da revista para efetuar o download. De qualquer forma também tem um link curto: http://va.mu/AOY

Revista Espírito Livre - Ed. #023 - Fevereiro 2011

Faça o download

Revista Espírito Livre - Ed. n #023 - Fevereiro 2011

Leia o resto deste post »

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Google Android, História, iniciante em Linux, Intel Moblin, Jolicloud, Legislação, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Livros e Treinamentos, Mandriva, MeeGo, ODF, OpenSUSE, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Ensine seus amigos a encontrar informações

Posted by Paulo em 23/02/2011

Hoje, um amigo me chamou no Gtalk, injuriado porque um colega de trabalho dele o estava pedindo para ensinar como instalar uma impressora no Linux. O referido colega, inclusive, já havia feito um curso de Linux, mas aparentemente se encontrava em sua “zona de conforto”.

Afinal, o importante não é saber como fazer, mas ter os contatos de quem sabe fazer, não é mesmo?

Por fim, depois de tanto insistir, ele conseguiu a resposta que queria do meu amigo:

http://lmgtfy.com/?q=compartilhar+impressora+no+linux

Eu não conhecia a página “Let me Google that for you” ou, em português, “Deixe-me usar o Google para você”, mas achei h-i-l-á-r-i-a. Vai ter muita utilidade para mim.

Se quiser experimentar, basta você entrar na página principal:

http://lmgtfy.com/

Digitar a chave de busca e clicar em “Pesquisa Google”. O site cria um pequeno video, cujo link fica disponível no campo “Compartilhe o link abaixo”, mostrando o que você fez, e caindo direto na página com as respostas do Google.

Agora você pode enviar o link com todas as respostas possíveis para a dúvida de seu amigo.

Ideal para pessoas com uma certa tendência à ironia e ao sarcasmo, como eu. =D

 

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, Firefox, Go-OO, Humor, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, Jolicloud, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Livros e Treinamentos, Mandriva, MeeGo, Mozilla Firefox, Netscape, OpenSUSE, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Lançada edição n.22 da Revista Espírito Livre

Posted by Paulo em 01/02/2011

Revista Espírito Livre – Ed. #022 – Janeiro 2011

Revista Espírito Livre - Ed. n #022 - Janeiro 2011
Revista Espírito Livre - Ed. n #022 - Janeiro 2011

E 2011 chega e com ele, um turbilhão de coisas para fazer. Mês de janeiro, então, é típico e comum em todos os anos: um mês que para alguns é férias, e para outros é o oposto, afinal alguém tem que cuidar das tarefas enquanto outros se divertem em suas férias. É mês de estudo, onde muitos se reservam para estudar, se reciclar, se aperfeiçoar, já que durante o ano, isso quase sempre é impossível para certas pessoas. Janeiro também é um ano que, para tantos outros, se programar, se agendar. Mês de promessas, de dietas, um mês que serve para analisarmos os pontos positivos do ano que passou e fazer novos planos, mesmo que não dê tempo para fazer tudo. Para nós, da Revista Espírito Livre, também não seria diferente. Aguardem que coisa boa está por vir…

A edição de janeiro da Revista Espírito Livre apresenta ao leitor, um tema bastante recorrente em sites especializados e que alguns simplesmente tentam ignorar: Software Livre nas empresas. O software livre já é uma realidade em grande parte das empresas, e aquelas que, dizem não usar, muito provavelmente acabam usando, seja na hospedagem de seu site, seja no framework utilizado para criar uma solução web, seja para navegar, já que a própria Internet tem como pilares, softwares de código-aberto. Neste contexto, fomos conversar com Arvind G. S., um indiano, responsável pelo Projeto Fedena, uma suite para gestão escolar.

Além disso, a edição apresenta várias outros artigos que ajudam a compor o tema do mês. Albino Biasutti apresenta um pequeno case de sucesso de implantação de software livre em uma empresa hospitalar, Estefânio Luiz Almeira fala sobre o MySQL e como ele pode ser uma boa solução empresarial, no que diz respeito a Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados. Evaldo Júnior, que andava sumido, mas que retoma suas contribuições junto a revista, fala sobre um case de implantação de software livre em uma micro empresa. Gilberto Sudré, deixa claro em seu artigo, que o software livre já está maduro para o mercado.

A edição ainda leva o leitor a conhecer um pouco mais sobre as vantagens do software livre no desktop, apresentadas por Marcelo Menezes. Walter Capanema aborta um tema polêmico sobre o WikiLeaks e o direito a informação.

Esta edição ainda traz um fascículo especial, que se encontra ao final da revista. Na verdade, este fascículo trata-se de uma republicação dos “Cadernos da Liberdade”, de autoria de Djalma Valois Filho, um grande parceiro da comunidade de software livre no Brasil. Os quadrinhos datam de 2004, mas ainda continuam bastante atuais, como os leitores poderão comprovar.

Assim, como em outros meses, a edição de número 22 está repleta de material interessante e que atende a uma demanda bem diversificada de leitores.

Aproveito para agradecer a todos os colaboradores e envolvidos na produção desta e de outras edições. A publicação é um esforço conjunto e que só se concretiza com a participação de uma equipe empenhada em levar ao leitor um material de qualidade.

E para os leitores da Revista Espírito Livre, o nosso muito obrigado por nos acompanhar. E que venha 2011.

 

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Google Android, Google Chrome OS, História, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, Jolicloud, LibreOffice, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, pasl.net.br, revista espírito livre, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Descobrindo computadores na rede

Posted by Paulo em 30/01/2011

É ótimo ver como gente jovem aprendendo a fazer coisas legais com o Linux. Esse é o caso do Lucas Villela Canôas, que na semana passada publicou um no Dicas-l (http://www.dicas-l.com.br/arquivo/descobrindo_computadores_da_rede.php). O autor tem 17 anos e é estudante de nível médio.

Abaixo reproduzo o post, mas lembro que o netdiscover não é instalado por padrão no Ubuntu, portanto é preciso instalá-lo antes, utilizando o Synaptic, a Central de programas ou o apt-get. O netdiscover é especialmente útil, se você quer descobrir se alguém está utilizando sua rede sem fio sem sua autorização.

Descobrindo computadores da rede

Colaboração: Lucas Villela Canoas

Data de Publicação: 28 de janeiro de 2011

Quando estamos numa rede, algo muito útil em diversas situações é ver quais computadores existem nesta rede. Há vários maneiras de se fazer isso. Hoje irei ensinar como fazer isso usando o netdiscover, que é bem simples.

Leia o resto deste post »

Posted in Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment »

O maior obstáculo na adoção do FOSS e do GNU/Linux

Posted by Paulo em 20/11/2010

Esse post não é meu. É de um blogueiro indiano chamado Narendra Sisodiya http://blog.narendrasisodiya.com/. O post abaixo retrata as dificuldades de várias entidades e de muitos usuários comuns quando tentam migrar para o GNU/Linux e o FOSS, e mostra algumas das iniciativas indianas para promover a sua adoção.

Tradução do original disponível em http://blog.narendrasisodiya.com/2010/11/biggest-hurdle-in-fossgnulinux.html

The biggest hurdle in FOSS/GNU/Linux adaptation

Deixem-me falar sobre a maior dificuldade na adoção do Software Livre.
Esse obstáculo são os “Drivers Proprietários de Hardware“.
Na Índia recenttemente aprovamos uma “Política de Padrões Abertos”. É uma grande vitória para as comunidades de  Software Livre e nossos líderes.
Da mesma forma, precisamos de uma política de venda de Hardware. Essa política deve especificar que “Qualquer hardware que o governo compre deve ter uma especificação de drivers aberta.”

Por que isso é importante ?

Deixem-me explicar através de um exemplo.
Uma escola da minha cidade comprou um hardware a um ano atrás. Na época da compra, eles não conheciam o Linux. Agora, mesmo que queiram migrar para o Linux, ele precisam contratar uma consultoria para isso. Isso porque muitos dos dispositivos de hardware têm uma certa dificuldade de funcionar com o GNU?Linux, isso porque o GNU/Linux não possui os drivers proprietários desses dispositivos. Por exemplo, algumas webcams não funcionam no GNU/Linux, ou a maioria dos lousas interativas, que são uma tendência nas escolas, etc.

Estimados defensores do Software Livre, vocês precisam se lembrar que vocês podem visitar uma escola, ou universidade, e tentar instalar o GNU/Linux, MAS, vocês não podem alterar o hardware de um sistema. Temos de ter uma política clara que especifique que diga: “todo dispositivo deve ter uma especificação ou drivers disponíveis para todos os sistemas operacionais do mercado”.

Precisamos seriamente criar uma lista negra de drivers proprietários e de hardware e impedir sua comercialização.
Hardware proprietário é um monopólio tão perigoso quanto, ou mais do que o software proprietário.Aqui está uma lista das coisas perigosas e antiéticas:

Patentes de software       (O maior perigo)
Drivers e Hardware proprietário
Padrões proprietários
Software proprietário      (o menor perigo dessa lista)

O motivo de pelo qual dei uma classificação de perigo menor para o software proprietário é porque é fácil obter uma equivalente (por exemplo, um software livre). Por exemplo, o Firefox e o Chrome podem substituir o IE, porque ambos funcionam com o HTML.
Mas é complicado conseguir uma adaptação equivalente de um padrão proprietário largamente adotado. Por exemplo, doc x odt.
De maneira parecida, será difícil difundir o GNU/Linux por toda a Índia por causa do perfil de hardware e dos hardwares e dos seus drivers proprietários.

Por – Narendra Sisodiya

Isso me faz lembrar nossas dificuldades discutidas infinitamente nos fórums e listas de discução do SL em nosso país. Nossa dificuldade não é só nossa. Nossa dificuldade não é “proprietária”.

Posted in Aplicativos, Apple, Asus, Big Linux, BrOffice, CentOS, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dicas e truques, DSL, EeePC, Fedora, Firefox, Firefox, FreeBSD, Games, Go-OO, Google Android, Google Chrome OS, Hardware, História, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, iPad, Jolicloud, Kubuntu, Kurumin, Legislação, LibreOffice.org, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Mini 10, Mini 9, Mini PC, Moblin, Modem 3G, Mozilla Firefox, Multifuncionais, Netbook Remix, Netbooks, Netscape, OASIS, ODF, OpenBSD, OpenOffice.org, OpenPC, OpenSUSE, OpenSUSE, pasl.net.br, Política, Puppy Linux, Receptor de TV Digital AOC, Red Hat, Satux, Scientific Linux, SK1, Slackware, Slackware, Smartbooks, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu Linux, Webcam, Wireless | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment »

Usar Windows está cada dia mais perigoso

Posted by Paulo em 11/11/2010

Existe uma situação interessante acontecendo no mundo, hoje em dia, em particular, no Brasil: o acesso à informação, à Internet está, cada dia, mais popularizado. As vendas de PCs para as classes C e D aumentam todos os anos (http://www.opovo.com.br/www/opovo/economia/894675.html). A inclusão digital está atingindo grandes parcelas da população.

O lado oculto dessa moeda é que os crimes digitais também aumentaram, mas de maneira desproporcional (http://idgnow.uol.com.br/seguranca/2010/11/10/brasil-e-3-o-em-hospedagem-de-sites-com-malware-criminoso-diz-websense/). A matéria traz duas informações alarmantes: em um ano, o número de sites maliciosos mais que dobraram e, hoje, sites com algum tipo de código malicioso representam 20% dos sites da internet. Isso significa que você tem uma chance em cinco de entrar num site que coloque um vírus na sua máquina, sem que você saiba.

Existe um ciclo vicioso nessa história. Vejamos como explicar isso de maneira bem didática:

Leia o resto deste post »

Posted in Apendendo Linux, Aplicativos, Apple, Big Linux, BrOffice, CentOS, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dropbox, DSL, Fedora, Firefox, Firefox, FreeBSD, Go-OO, Google Android, Google Chrome OS, Hardware, História, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, Jolicloud, Kubuntu, Kurumin, Legislação, LibreOffice.org, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Livros e Treinamentos, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Mini 10, Mini 9, Mini PC, Moblin, Modem 3G, Mozilla Firefox, Netbook Remix, Netbooks, Netscape, ODF, OpenBSD, OpenOffice.org, OpenPC, OpenSUSE, OpenSUSE, pasl.net.br, Política, Puppy Linux, Red Hat, Revista BrOffice.org, revista espírito livre, Revista Espírito Livre, Satux, Scientific Linux, SK1, Slackware, Slackware, Smartbooks, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu - Guia do Iniciante, Ubuntu Linux, Virus, Webcam, Wireless | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Ubuntu 10.10 – Instalação passo a passo.

Posted by Paulo em 26/10/2010

Eu estava pensando em fazer um post mostrando essa instalação, mas às vezes o impensável acontece e, quem diria, descobri um post no portal g1.globo.com (sim, o site da Globo) que mostra todo o processo. Diga-se de passagem, é muito semelhante ao processo de instalação do 10.04 (veja o processo em https://almalivre.wordpress.com/2010/05/25/ubuntu-10-04-instalacao-passo-a-passo-via-pendrive/). De fato, o que mudou foi a sequência de telas da instalação. O resto continua igual.

Veja o processo aqui: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2010/10/quer-trocar-o-windows-pelo-linux-saiba-como-instalar-o-ubuntu.html

Posted in Apendendo Linux, Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Netbook Remix, Software, Software Livre, Ubuntu - Guia do Iniciante, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Sobre as licenças OEM e os PC’s usados

Posted by Paulo em 20/10/2010

Artigo original em espanhol disponível em: http://fraterneo.blogspot.com/2010/10/sobre-las-licencias-oem-y-las-pcs.html

Hoje em dia é normal que a maioria das pessoas adquira computadores usados. Lamentavelmente, eles vêm com Windows pré-instalado. Muitas lojas vendem esses computadores sem o sistema instalado e sem a etiqueta de autenticidade do Windows (Em outras palavras: Sem a licença ou “chave”).

Evidentemente, por ignorância, as pessoas as compram e procuram seu “técnico em informática” para que ele instale o Windows e todo o resto das aplicações, sem licença, como de costume.

Essa ignorância das licenças que vêm nos sistemas pré-instalados em computadores como Dell, Compaq, etc., pode acarretar problemas legais, quando se trata de uma empresa, e também para usuários domésticos. De fato, esta é uma das coisas que se deve exigir das lojas que vendem computadores usados, porque isso é ilegal. Vejam o que diz a Microsoft a respeito dessas licenças:

Uma vez que uma licença de software OEM tenha sido instalada em um PC, não se pode instalá-la em outro PC ou transferi-la. Em poucas palavras, o software OEM está “casado” com o computador original no qual foi instalado. O contrato de licença de usuário final, que é um contrato entre o fabricante do computador e o usuário final, declara que a licença OEM System Builder não pode ser transferida da máquina original para outro PC. O fabricante (ou integrador de sistemas) está obrigado a oferecer suporte técnico para a licença do Windows. O fabricante não pode dar suporte a uma licença que tenha sido transferida de um PC de sua fabricação para outro de outro fabricante; esta é uma das principais razões do porque das licenças OEM System Builder não poderem ser transferidas. O que, sim, se pode fazer é transferir o computador completo para outro usuário final, junto com os direitos de licenciamento do software. Ao fazê-lo, deve-se incluir os suportes físicos do software, os manuais (se os tiver) e a etiqueta do Certificado de Autenticidade (COA). Também é recomendável incluir a nota fiscal ou a fatura da compra original. O usuário original não pode conservar cópias do software.

Além disso, olhem o conceito que ele têm a respeito dos computadores usados:

Um PC usado é um computador que sofreu poucas ou nenhuma mudança no hardware. A licença do software OEM instalado em um PC usado não pode ser transferida para um PC novo ou diferente. O que se pode fazer é transferir a outro usuário o PC inteiro, incluindo os suportes físicos do software, os manuais e o Certificado de Autenticidade, junto com os direitos da licença do software.

Conclusão: Não importa o preço, as lojas de equipamentos usados são obrigadas a entregar, com cada computador usado, as licenças OEM do sistema instalado e sua etiqueta de autenticidade.

Nota do tradutor: Se você quer ter um sistema usado e legalizado, você tem três opções: 1 – exija do vendedor uma descrição detalhada do que está comprando e dos valores na nota fiscal de compra. Isso inclui sistema operacional, softwares adicionais como anti-vírus, programas de escritório, etc., incluindo a versão (Microsoft Windows XP SP3 Starter edition, ou Microsoft Office 2003 Standard, por exemplo). 2 – Compre o que precisa nas lojas especializadas (o que, com toda certeza vai custar muito mais do que o valor pago pelo PC usado). 3 – Use software livre, como Linux, LibreOffice, etc. Você não pagará nada de licença, terá uma máquina totalmente funcional e a prova de vírus.

Posted in Aplicativos, BrOffice, Debian Linux, Fedora, Firefox, Google Android, Hardware, Intel Moblin, Jolicloud, Legislação, LibreOffice.org, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, Microsoft, OpenSUSE, Política, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Linux desbanca Windows no mercado de datacenters

Posted by Paulo em 19/10/2010

Voltando àquele suposto número mágico de 1%, uma recente pesquisa da Linux Foundation aponta que o Linux está roubando uma fatia considerável do Windows no datacenters.

Para quem não sabe, datacenters são centros de serviços de TI, onde empresas podem contratar serviços como hospedagem de sítios, bancos de dados, virtualização e computação em nuvem, entre outros serviços.

Artigo original em http://www.itweb.com.br/noticias/index.asp?cod=72718

Leia o resto deste post »

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, LibreOffice.org, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, Microsoft, ODF, OpenOffice.org, OpenSUSE, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Gerador de lista de repositórios (sources.list) para Ubuntu

Posted by Paulo em 01/10/2010

O Linux trabalha com o conceito de repositórios de software. Isso significa que, para instalar um programa qualquer, não é necessário vasculhar a internet toda para encontrar onde fazer o download dele (e rezar para que seja confiável). Os programas ficam em repositórios na internet, locais que agem como grandes depósitos, onde quase tudo pode ser encontrado. Para instalar qualquer programa, basta um comando, ou dois ou três cliques de mouse.

Mas, como acontece a mágica? É preciso informar aos programas de instalação (no Ubuntu temos o apt-get no terminal, o Synaptic e a Central de Programas do Ubuntu no ambiente gráfico), onde eles deves procurar pelas listas de programas e, por consequência, onde baixá-los para poder instalá-los. Para isso, no ambiente gráfico temos um configurador de endereços de repositórios no menu Sistema > Administração > Canais de software. No ambiente de terminal, temos o arquivo /etc/apt/sources.list. Na verdade, quem manda é o arquivo sources.list e o programa de configuração dos canais de software é apenas uma interface gráfica que edita esse arquivo.

O programa de configuração já vem com algumas opções padrão, que fazem com que apenas marcando ou desmarcando opções na tela, caminhos de repositórios padrão são adicionados ou removidos do arquivo /etc/apt/sources.list.

Ok, mas e quando precisamos incluir repositórios que não são padrão? E quando não sabemos nem qual repositório incluir? Para ajudar nisso, agora existe uma ferramenta gratuita na internet que, baseada em informações fornecidas por alguns cliques de mouse, gera um arquivo texto que pode ser colocado no lugar do arquivo /etc/apt/sources.list. Trata-se do site http://repogen.simplylinux.ch/, que gera um sources.list para o Ubuntu e de seu irmão gêmeo http://debgen.simplylinux.ch/, que gera um sources.list para o Debian.

Leia o resto deste post »

Posted in Aplicativos, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Games, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Kubuntu, Linux Mint, Linuxacessível.org, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , | 9 Comments »

Linux: Desbancando o mito do 1%

Posted by Paulo em 27/09/2010

Interessante artigo de Caitlyn Martin, publicada na O’Reilly, em 7 de Setembro.

Artigo original em Inglês em: http://broadcast.oreilly.com/2010/09/debunking-the-1-myth.html

Desbancando o mito do 1%
Por Caitlyn Martin, 7 de Setembro de 2010

“Nada é tão absurdo. Se você repetir com a frequência suficiente, as pessoas acreditarão.” –William James

Parece que, quase todos os dias, alguém na imprensa, ou num fórum de tecnologia, alega que a adoção do Linux em Desktops (incluindo laptops) é insignificante. O número apregoado fica em torno de 1%. Essas alegações são também repetidas por pessoas que defendem o uso do Linux. Ambas as ideias, de que a fatia de mercado do Linux nos desktops seja insignificante, e a figura do 1% são simplesmente falsas, e têm sido já há vários anos.

A fatia de mercado do Linux não é pequena. O Linux e o UNIX possuem a maior parte do mercado de servidores por mais de uma década. O Linux é muito competitivo embarcado em dispositivos. E também está fazendo um grande estardalhaço no mercado de desktops corporativos e residenciais, o que inclui laptops, notebooks e netbooks.

Leia o resto deste post »

Posted in Aplicativos, Apple, Big Linux, CentOS, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, DSL, Fedora, Firefox, Firefox, FreeBSD, Google Android, Google Chrome OS, Hardware, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, Intel Moblin, Jolicloud, Kubuntu, Kurumin, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Mini 10, Mini 9, Moblin, Mozilla Firefox, Netbook Remix, Netbooks, Netscape, OpenBSD, OpenPC, OpenSUSE, OpenSUSE, Puppy Linux, Red Hat, Satux, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Smartbooks, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Vírus no Linux? Vida curta e difícil

Posted by Paulo em 26/09/2010

Um ótimo artigo do professor de ciências de computação da Universidade de Brasília (UnB), traduzido do original em inglês de Ray Yargin, em 2006, mas ainda muito atual, mostrando por que as opiniões gerais a respeito dos motivos pelos quais sistemas Linux não são infectados por vírus (em geral se ouve dizer que é porque o sistema não é muito utilizado e, por isso, não é visado pelos crackers) são, no mínimo, balelas.

Esse é um artigo que mostra tecnicamente, mas com uma linguagem acessível aos mais leigos, as verdades e mentiras sobre o assunto. Vale a pena ler.

O artigo original está em http://www.cic.unb.br/docentes/pedro/sd.php

Vírus no Linux? Vida curta e difícil

Derivado para o Português por Pedro A. D. Rezende do artigo publicado em Librenix por Ray Yargin, Agosto de 2006
Por que é que vírus de Linux não é mais do que um assunto para rodas de ciberpapo?  Por que é que os vírus para Linux não nos afetam do jeito que os vírus para produtos Microsoft afetam, a usuários do Windows em particular, e aos cibernautas em geral?
Existem várias razões porque o assunto vírus-de-Linux é abobrinha. Quase todas elas já familiares para quem usa o kernel, quase todas elas ainda desprezadas por quem gosta de ser enganado (tagarelando abobrinhas tipo “é menos atacado porque é menos usado”). Mas há uma razão, muito importante, que estudiosos da evolução biológica podem apreciar. Antes, porém, devemos saber porque o Linux não dá mole para vírus.

Posted in Apendendo Linux, Aplicativos, Big Linux, CentOS, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, DSL, Fedora, FreeBSD, Google Android, Google Chrome OS, iniciante em Linux, Instalação de programas no Linux, instalação do Ubuntu, Intel Moblin, Jolicloud, Kubuntu, Kurumin, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Moblin, Netbook Remix, OpenBSD, OpenSUSE, Puppy Linux, Red Hat, Satux, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux, Virus | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comments »

Linux: Comandos de terminal muito úteis

Posted by Paulo em 24/09/2010

Original em: http://www.pixelbeat.org/cmdline_pt_BR.html

Recebi essa dica via identi.ca:

Comando Descrição
apropos word mostra comandos pertinentes a word
gpg -c file encripta o arquivo passado como argumento (file)
gpg file.gpg decripta o arquivo passado como argumento (file)
cal -3 mostra um calendário
look wordprefix pesquisa rápida em dicionário
grep –color word /usr/share/dict/words destaca ocorrências de palavras em dicionário
nice command roda um comando em baixa prioridade
echo ‘wget url’ | at 01:00 faz um download da url à 01:00AM para o diretório corrente
echo “mail -s ‘get the train’ P@draigBrady.com < /dev/null” | at 17:45 email de alerta de compromisso
echo ‘(321-123)/123’ | bc -l calculadora na linha de comando
echo ‘print (10E3-123)/123’ | python calculadora na linha de comando (com notação científica)
watch -n1 ‘cat /proc/interrupts’ observa dados alteráveis continuamente
time command ver quanto tempo dura a execução do comando
dd bs=1M if=/dev/hda | gzip | ssh user@remote dd of=hda.gz faz um backup do disco rígido para uma máquina remota
alias hd=’od -Ax -tx1z -v’ cria um alias para fazer um dump em hexa de um arquivo
ls | pr -T9 -W$COLUMNS imprime em 9 colunas na largura do terminal
touch -c -t 0304050607 file seta o timestamp do arquivo (YYMMDDhhmm)
du -sh file dir mostra a utilização em disco do arquivo e diretório
pstree -hlp mostra hierarquia de processos
cp -Rp dir1 dir2 cópia a árvore de diretório dir1 para dir2, preservando as permissões, ownership e timestamp
scp -rp dir1 user@hostname:/tmp/. cópia via ssh a árvore de diretório dir1 para o host hostname, abaixo do diretório remoto /tmp, preservando as permissões, ownership e timestamp.
df -h mostra utilização de filesystems com valores formatados em K, M, G,…
navegação em diretório
cd – volta para o diretório anterior
cd vai para o diretório home
(cd dir && command) vai para o diretório (dir), executa o comando (command) e retorna para o diretório corrente automaticamente
pushd . põe o diretório corrente na pilha de modo que você possa fazer um popd de volta para ele
CDs
dd bs=1M if=/dev/cdrom | gzip > cdrom.iso.gz salva uma cópia do cdrom em formato comprimido
mkisofs -r dir | gzip > cdrom.iso.gz cria uma image iso (cdrom) do diretório
gzip -dc cdrom.iso.gz | cdrecord dev=0,0,0 – grava uma imagem em formato comprimido para um cdrom
cdparanoia -B copia trilhas de áudio do CD para arquivos wav no diretório atual
cdrecord dev=0,0,0 -audio *.wav grava um CD de áudio a partir de todos os arquivos wav no diretório corrente
cdrecord dev=0,0,0 image.iso grava um CD a partir de uma imagem ISO
mount -o loop -t iso9660 imagem.iso /mnt/image monta uma imagem ISO no diretório /mnt/image
oggenc –tracknum=”track” track.cdda.wav -o “track.ogg” gera arquivo ogg de um arquivo wav
archives
tar c dir | bzip2 > dir.tar.bz2 gera um archive do diretório
bzip2 -dc dir.tar.bz2 | tar x extrai um archive
find dir -name “*.png” | xargs tar rf dir.tar; bzip2 dir.tar gera um archive de *.png no diretório dir
file searching
alias l=’ls -l –color=auto’ cria um alias para listar o diretório em formato detalhado
ls -rt lista arquivos classificados por timestamp
ls -rS lista arquivos classificados pelo tamanho
find -name ‘*.[ch]’ | xargs grep -E ‘search string’ procura em *.c and *.h por “search string” no diretório corrente e abaixo
find -type f | xargs grep -E ‘search string’ procura em todos os arquivos regulares por “search string” no diretório corrente e abaixo
find -type f -maxdepth 1 | xargs grep -E ‘search string’ procura em todos os arquivos regulares por “search string” no diretório corrente apenas
locate ‘file*.txt’ pesquisa indexada por arquivos no sistema
slocate ‘file*.txt’ pesquisa indexada por arquivos no sistema, com implementação de segurança e melhor performance
whereis command localiza binários, fonte, e arquivos de man page do comando
which command mostra o caminho completo do comando
edição de texto
sed ‘/ *#/d; /^ *$/d’ file remove comentários e linhas em branco do arquivo (file)
sed ‘s/string1/string2/g’ file substitui string2 por string1 no arquivo (file)
tr -d ‘\r’ < file converte arquivo texto DOS para unix
RPM
rpm -ivh packages(s).rpm instala pacote(s) rpm
rpm -Uvh packages(s).rpm atualiza os pacote(s) rpm
rpm -e package remove o pacote
rpm -q package mostra a versão do pacote instalado
rpm -q -i package mostra os metadados do pacote
rpm -q -f /path/file mostra a qual pacote o arquivo (file) pertence
rpm -q -l package lista onde os arquivos do pacote foram instalados
rpm -q -l -p package.rpm lista onde os arquivos do pacote seriam(ão) instalados
rpm -q –requires package lista arquivos/pacotes que o pacote rpm requer (dependências)
rpm -q –whatrequires package lista pacotes que requerem o pacote especificado no comando
rpm -q -a –queryformat ‘%10{SIZE}\t%{NAME}\n’ | sort -k1,1n lista todos os pacotes classificados por tamanho
interativo
mc poderoso gerenciador de arquivos (se há um arquivo que você não sabe como abrir, tecle return neleno mc), cliente ftp, …
screen terminal virtual com capacidade de detach…
lynx web browser
gnuplot utilitário gráfico interativo/escriptável
octave ambiente estilo matlab

Posted in Apendendo Linux, Aplicativos, Big Linux, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dicas e truques, Fedora, Kubuntu, Kurumin, Linux Acessível, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, OpenSUSE, Puppy Linux, Red Hat, Satux, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , | 2 Comments »

Porque a Microsoft erra ao continuar criticando o uso do software Open Source?

Posted by Paulo em 16/09/2010

Artigo original em: http://bsrsoft.com.br/portal/bsrsoft/bsrsoft-dev-editorial-porque-a-microsoft-erra-ao-continuar-criticando-o-uso-do-software-open-source/

Nesta terça-feira, 14 de setembro de 2010, o presidente da Microsoft para América Latina, Hernán Rincón, criticou a decisão de alguns governos da região, incluindo, e especialmente o Brasil, de incentivar – ou mesmo obrigar – a adoção de software livre em seus serviços públicos e sistemas educacionais.

Comentou: “Com todo respeito ao Brasil, mas qual deveria ser o papel do governo? Desenvolver software ou melhorar a vida da pessoas?”

Cometeu diversos enganos, aparentemente de forma intencional, haja visto que trata-se do principal executivo da Microsoft na região que de forma previsível defende o modelo de negócio desta, o software fechado.

Cometeu engano quando vinculou o uso de software livre pelo governo brasileiro à uma hipotética necessidade de desenvolvimento interno de software.

Esqueceu-se de maneira proposital, que software livre, pronto, está disponível livremente por ai. Na maior parte dos casos, nenhum desenvolvimento adicional é necessário.

Muito do que é feito simplesmente, é se escolher o software necessário (livre) e se não houver pessoal interno do serviço público habilitado à instalá-lo e mantê-lo, contrata-se uma empresa especializada para fornecer o devido suporte. Só que neste caso, não entra a Microsoft já que até hoje esta não fornece suporte à software livre.

E apesar de tudo isso, desenvolvimento de software ainda é uma tarefa corriqueira em todos os governos do mundo. Por que isso haveria de ser uma aberração aqui no Brasil?

O governo brasileiro prefere e muitas vezes obriga a apresentação de software livre em suas licitações por diversos motivos, destacando-se:

  • Muitas empresas brasileiras podem prover suporte e desenvolvimento sob software livre, criando empregos, capacitando mão-de-obra em tecnologias de ponta e criando tecnologia de ponta;
  • Possibilidade de auditoria imparcial e total sobre o que setores estratégicos do governo estão rodando em seus computadores, impossibilitando espionagem via back-doors nos programas, por exemplo;
  • Independência tecnológica e independência de fornecedor;
  • Garantia de interoperabilidade entre sistemas diferentes que usem protocolos abertos;

São ótimos motivos para qualquer governo no mundo preferir software aberto e livre.

A NSA (Agência Nacional de Segurança dos EUA especializada em espionagem eletrônica) roda Linux nas estações de trabalho internas, para que tenham acesso ao código de todo programa que usam.

O DoD (Departamento de Defesa dos EUA) segue linha parecida.

O governo da França também e pelos mesmos motivos do Brasil.

Aparentemente a Microsoft vem atacando a iniciativa brasileira pró open source, pois o Brasil perfaz 45% do faturamento deles na América Latina, sendo esta a região com a melhor curva de lucratividade para a empresa atualmente.

Estão defendendo a galinha dos ovos de ouro. às custas de espalhamento de desinformação e medo.

E justo nesses dias em que a Microsoft vem ventilando para todo mundo ouvir, que coexiste bem com o software livre e que até “ama o software livre”.

Palavras ao vento não valem nada. O que funciona de verdade, são ações concretas.

————————————————————————————————————————————–

Matéria sobre o assunto: http://idgnow.uol.com.br/mercado/2010/09/14/executivo-da-microsoft-critica-posicao-brasileira-sobre-software-livre/

Posted in Aplicativos, BrOffice, Conhecimento Livre, cultura hacker, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Fedora, Firefox, Firefox, Google Android, Intel Moblin, Jolicloud, Legislação, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Microsoft, Mozilla Firefox, ODF, OpenOffice.org, OpenSUSE, Política, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Dropbox: Coisas legais que dá pra fazer com ele.

Posted by Paulo em 13/09/2010

Dropbox

Apesar do Ubuntu ter uma ferramenta de drive virtual, o Ubuntu One, a crítica mais contundente que se faz a ela é: só funciona no Ubuntu 9.04 ou superior. Isso é um incômodo para quem trabalha em equipes multiplataforma e quer compartilhar arquivos com pessoas que usam outras distribuições Linux, MacOS e Ms Windows. Uma opção mais flexível é o Dropbox (http://www.dropbox.com), um sistema de drive virtual livre e com uma opção de gratuidade muito boa.

O que é?

Trata-se de um serviço que oferece um espaço em servidores na Internet para que você possa guardar, sincronizar e compartilhar arquivos. Primeiro você se cadastra no site http://www.dropbox.com, depois instala um pequeno aplicativo que sincronizará uma pasta em seu computador com o servidor na Internet. Tudo o que for colocado nessa pasta será automaticamente copiado para seu espaço na internet. O serviço oferece espaço gratuito de 2 GiBi e, se você indicar pessoas, para cada uma que se cadastrar você ganha um espaço extra de 250 MiBi, até o limite de 8 GiBi.

O básico

O básico que o Dropbox pode fazer é backup. Se você tiver um problema no seu HD e perder seus arquivos, eles estarão seguros na Internet. Simplesmente resolva o problema da máquina sem se preocupar com backups de seus arquivos pessoais. Mas tem mais:

Coisas legais que dá pra fazer

A revista Info Exame de Agosto sugeriu algumas aplicações interessantes que, na verdade, constam das aplicações disponíveis no Wiki do Dropbox:  http://wiki.dropbox.com/TipsAndTricks. Das mais simples, às mais geniais:

Leia o resto deste post »

Posted in Conhecimento Livre, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dicas e truques, Dropbox, Fedora, Firefox, Google Android, Google Chrome OS, Intel Moblin, Jolicloud, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, OpenSUSE, Scientific Linux, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

PASL.NET.BR – Páginas Amarelas do Software Livre

Posted by Paulo em 10/09/2010

O Páginas Amarelas do Software Livre – PASL.NET.BR – é uma iniciativa sem fins lucrativos que pretende promover a disseminação do Software Livre através da divulgação dos vários canais de ajuda e suporte atualmente disponíveis.

O portal disponibilizará seus serviços gratuitamente tanto para quem busca ajuda, quanto para quem a oferece. O objetivo não é, oferecer os serviços de suporte em si, mas indicar onde eles podem ser encontrados. Estão disponíveis serviços pagos e gratuitos, sendo de responsabilidade de cada anunciante os critérios para a prestação de seus serviços.

O portal é voltado exclusivamente para software livre e assuntos relacionados a inclusão digital. Nele você não encontrará ajuda para problemas com softwares proprietários, embora vários de nossos anunciantes possam, também, prestar esses serviços a esse tipo de plataforma. Entretanto, existem muitos softwares livres que rodam em plataformas proprietárias. Para esses, você também encontrará suporte aqui.

O principal canal de suporte oferecido é o de classificados, onde você poderá encontrar um profissional capacitado para prestar ajuda próximo à sua localidade. O portal também oferece um canal IRC no Freenode, o #pasl.net.br, que pode ser acessado pelo seu programa de mensagens preferido, ou pelo link “CHAT ONLINE”. A equipe está trabalhando para oferecer acesso a outros tipos de suporte, como links para os suportes oficiais dos softwares mais requisitados, download de apostilas, livros e material de referência.

Se você gostou da iniciativa e quer ajudar, há várias formas:

– Cadastre-se no portal e ofereça seus serviços;
– Permaneça conectado no chat e responda às duvidas dos usuários;
– Ajude no desenvolvimento e manutenção do portal;
– Divulgue a iniciativa aos seus contatos, amigos e conhecidos;
– Faça uma doação ao projeto.

A equipe do PASL.NET.BR agradece a sua colaboração.

Visite já: http://www.pasl.net.br

Posted in Apendendo Linux, BrOffice, Conhecimento Livre, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dicas e truques, Fedora, Filmes, Firefox, Go-OO, Google Android, Google Chrome OS, Hardware, Intel Moblin, Jolicloud, Linux Mint, Linuxacessível.org, Livros e Treinamentos, Mandriva, MeeGo, Modem 3G, Multifuncionais, Netbooks, ODF, OpenPC, OpenSUSE, pasl.net.br, Revista BrOffice.org, Revista Espírito Livre, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Smartbooks, Smartphones, Software, Software Livre, Tablet PC, Ubuntu - Guia do Iniciante, Ubuntu Linux, Unicamp Rau-tu, Webcam, Wireless | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

O que tornam essas 10 distribuições Linux tão populares? – Computação Corporativa – IDG Now!

Posted by Paulo em 07/09/2010

O que tornam essas 10 distribuições Linux tão populares? – Computação Corporativa – IDG Now!.

Ubuntu, Fedora, Linux Mint, OpenSUSE, PCLinuxOS, Debian, Mandriva, Sabayon/Gentoo, Arch Linux/Slackware, Puppy Linux/DSL.

Não importa qual sua máquina ou seu nível de conhecimento em informática. Sempre há um Linux que se encaixa às suas necessidades.

Posted in Conhecimento Livre, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, DSL, Fedora, Google Android, Google Chrome OS, Intel Moblin, Jolicloud, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, OpenSUSE, OpenSUSE, Puppy Linux, Scientific Linux, Slackware, Slackware, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Linux on Laptops: Um site de referência para a escolha de equipamentos.

Posted by Paulo em 25/08/2010

Escolher um equipamento que seja totalmente compatível com o Linux está cada dia mais fácil, e mesmo que um hardware não seja compatível hoje, a probabilidade dele se tornar em um espaço de tempo de alguns meses é grande. Entretanto, se pudermos direcionar nossas escolhas para aqueles que, comprovadamente são compatíveis, eliminamos uma boa parte da dúvida a respeito do funcionamento de nossas máquinas e podemos partir direto para o desfrute dos novos recursos dela ;-).

Para isso temos sites como o Linux on Laptops (http://www.linux-laptop.net/). Nele, há centenas de depoimentos de pessoas que instalaram as mais variadas distribuições Linux, nos mais diversos modelos de notebooks, laptops e netbooks, e sobreviveram para contar a experiência. O site está dividido em fabricantes, cada fabricante com seus modelos. Qualquer um pode incluir sua experiência, também.

Portanto, antes de comprar seu próximo net ou note, dê uma olhada nas experiências de outros que já os têm e depois decida.

Posted in Conhecimento Livre, Cultura Livre, Debian Linux, Desenvolvimento colaborativo, Dicas e truques, Fedora, Hardware, Intel Moblin, Jolicloud, Linux Mint, Linuxacessível.org, Mandriva, MeeGo, Netbooks, OpenSUSE, Scientific Linux, Slackware, Smartbooks, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Linux Acessível – Linux para pessoas com deficiência visual

Posted by Paulo em 13/08/2010

Linuxacessivel.org é uma versão customizada do Ubuntu, voltada para pessoas com deficiência visual.

O principal objetivo do projeto linuxacessivel.org é adicionar, corrigir e configurar recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência visual poderem utilizar o Ubuntu desde o momento de inicialização do sistema, durante a instalação e principalmente, depois de instalado.

Ele possui as seguintes características:

  • Última versão do Orca: 2.31.6.
  • Sistema configurado para carregar em português e com o leitor de telas Orca ativo desde o login.
  • Ajustes para o uso do leitor de telas Orca em tarefas administrativas.
  • Teclas de atalhos definidas para diversas funcionalidades do sistema.
  • Tema feito pelos desenvolvedores do linuxacessivel.org para ser usado especificamente por pessoas com visão reduzida.
  • Recursos de acessibilidade do Compiz pré-configurados para ampliar a tela.
  • Ampliador de tela para a janela de login.

O linuxacessivel.org é distribuído no formato de um Live CD que contém todos os aplicativos que você precisa – um navegador web, programas de apresentação, edição de texto, planilha eletrônica, comunicador instantâneo e muito mais. Sendo que todos estes aplicativos já estão ajustados para um melhor uso através do leitor de telas Orca.

Na construção do linuxacessivel.org a introdução de pacotes foi feita visando criteriosamente a acessibilidade para o leitor de telas e funcionalidades para o usuário. Em seu conjunto os seguintes pacotes em destaque:

  • Gnome 2.30.2.
  • Kernel 2.6.32-24-generic #39-Ubuntu.
  • Leitor de telas Orca 2.31.6.
  • Programa gráfico para o Firewall e já ativado por padrão.
  • Gerenciador de conexões de rede Wicd.
  • Script para conexões 3g através do Wvdial.
  • Navegador Firefox com o plugin Flash 10.1 já instalado.
  • Leitor de emails e “feeds” Thunderbird.
  • Comunicador de mensagens instantâneas Pidgin (msn, gtalk, yahoo, jabber, …)
  • Reprodutor de filmes e tocador de músicas Totem.
  • Codecs para diversos formatos populares já instalados (mp3, mpeg, mms, …).
  • Suíte de escritório OpenOffice.org.
  • Conversor de PDF para TXT.
  • Gravador de mídias GnomeBaker.
  • Compartilhador virtual de desktop Vinagre.
  • Visualizador de desktop virtual Vino.
  • Aplicativo para escanear documentos.
  • Interface gráfica para controlar canais de som pelo alsa mixer.
  • Gerenciador da área de transferência Parcellite.
  • Gerenciador de fotos Fspot.
  • Instalador fácil para Java, Fontes True Types, Codecs proprietários, entre outros.

Para fazer o download do linuxacessivel.org acesse aqui.

Posted in Conhecimento Livre, Cultura Livre, Desenvolvimento colaborativo, Linuxacessível.org, ODF, Política, Software, Software Livre, Ubuntu Linux | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: